Campeonato Brasileiro paga sétimo maior salário do mundo

Segundo o jornal Daily Mail, jogadores que atuam no Brasil recebem em média 583 mil libras (R$ 2,3 mi) por ano; ligas inglesa e alemã são as que pagam mais

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Jogadores do Cruzeiro eram só alegria na cerimônia de entrega da taça de campeão brasileiro
douglas magno
Jogadores do Cruzeiro eram só alegria na cerimônia de entrega da taça de campeão brasileiro

O Campeonato Brasileiro, principal competição nacional de futebol, é a sétima liga que mais investe em salários para os jogadores, ao pagar aos atletas o equivalente a 583 mil libras (R$ 2,3 mi) por ano. É o que constata uma pesquisa realizada pelo jornal britânico, Daily Mail, que também aponta as ligas inglesa (Premier League) e alemã (Bundesliga) como as que mais investem nos ordenados dos atletas. As competições gastam respectivamente em média 2,2 milhões de libras (R$ 9,2 mi) e 1,4 milhões de libras (R$ 5 mi), anualmente.

A remuneração investida pela Premier League é tão gigantesca, que corresponde a quase 50 vezes mais o valor que é pago a jogadores do futebol croata. A média salarial na Croácia é de 45. 500 libras (R$ 185mil), maios ou menos o valor do ordenado semanal na Inglaterra.

Além de estar atrás dos “altos salários” pagos por Inglaterra e Alemanha, o Brasileirão também perde nesse quesito para as ligas da Itália, Espanha, França e Rússia. Os italianos investem cerca de 1,3 milhões de libras (R$ 5,2 mi) e os espanhóis 1,2 milhões de libras (R$4,8 mi). Já o futebol francês paga em torno de 987 mil libras (R$ 4,02 mi), valores que também correspondem ao salário anual. Com o sexto maior salário do futebol, a Rússia investe 901 mil libras (R$ 3,06 mi) por ano.

Receitas dos clubes- O Brasil também ocupa o sétimo lugar no quesito clubes de futebol com maiores receitas. Os times brasileiros arrecadam em média 35,6 milhões de libras (R$ 145 mi), enquanto as equipes da Inglaterra (1º lugar) faturam 155 milhões de libras ( R$630 mi) e da Alemanha (2º lugar) 90 milhões de libras (R$ 366 mi).