Rocha volta a ser decisivo com o arremesso de lateral

Camisa 2 até perdeu as contas de quantas vezes tal jogada resultou em gols para o Galo

iG Minas Gerais | THIAGO PRATA |

Marcos Rocha celebra resultado positivo no Horto e revela forte amizade com Tardelli
NIDIN SANCHES / O TEMPO
Marcos Rocha celebra resultado positivo no Horto e revela forte amizade com Tardelli

Marcos Rocha teve participação direta nos dois gols do Atlético no triunfo por 2 a 0 sobre o Cruzeiro, no embate de ida da final da Copa do Brasil. Primeiro, ele fez o cruzamento para Luan abrir o placar. Depois, utilizou as mãos para cobrar um lateral com força na área. Carlos ajeitou para Dátolo ampliar a vantagem.

Novamente, o arremesso de Rocha rendeu bons frutos aos alvinegros. O próprio camisa 2 até perdeu as contas de quantas vezes tal jogada resultou em gols para o Galo.

"Não sei ao certo. Deve estar na faixa de seis, sete jogadas, em que conseguimos fazer gols através do arremesso de lateral. E vamos aproveitar isto. Quem sabe possamos fazer um gol no Mineirão para dificultar ainda mais a vida do Cruzeiro", disse.

Rocha começou a se especializar neste tipo de jogada em 2012. O lance mais marcante foi em fevereiro de 2013, quando agiu rápido e cobrou um lateral para Ronaldinho, desmarcado, tocar para Jô marcar o primeiro gol do Atlético, nos 2 a 1 sobre o São Paulo, na estreia da Libertadores. Foi o famoso episódio da água, protagonizado por R10.

E o lateral-direito espera contribuir desta forma quantas vezes forem possíveis no futuro.

"Hoje (quarta-feira) a mão funcionou mais uma vez, conseguimos fazer o segundo gol que nos dá uma boa vantagem. Agora é pensar já no Brasileiro, no jogo de domingo contra o Figueirense", destacou.

Leia tudo sobre: futebol nacionalatléticogalocopa do brasilmarcos rocha