Empresa familiar brasileira supera média mundial

No Brasil, 79% cresceram; no mundo, média é de 65%

iG Minas Gerais | Marco Antônio Corteleti |

Profissionalização. Aguinaldo Diniz Filho passou a presidência da Cedro a executivo de fora da família
LEO FONTES / O TEMPO
Profissionalização. Aguinaldo Diniz Filho passou a presidência da Cedro a executivo de fora da família

As empresas familiares brasileiras vão muito bem, obrigado. Pesquisa mundial elaborada pela consultoria PricewaterhouseCoopers, que será divulgada nesta sexta, aponta que 79% das companhias nacionais registraram crescimento nos últimos 12 meses. O desempenho está acima da média global, de 65%. “O resultado foi surpreendentemente positivo e mostrou que uma empresa brasileira familiar, quando bem administrada, pode superar as estrangeiras”, afirma a diretora da consultoria, Mary Nicoliello.

De acordo com ela, as companhias nacionais têm se tornado mais pragmáticas. “Não há dúvida de que há mais profissionalização, tanto da empresa quanto dos membros da família que participam da gestão”, destaca.

A consultora também chamou atenção para um crescente processo de governança pelo qual estão passando essas empresas, caracterizado por uma coesão entre estratégia de negócios e plano de sucessão. “Isso faz com que os empreendimentos familiares passem a aspirar voos mais altos e de longo prazo”, esclarece

Mais antiga empresa privada de capital aberto do país, com 142 anos de atividades, a têxtil Cedro Cachoeira é um exemplo de companhia familiar que se profissionalizou recentemente para enfrentar os desafios de uma economia competitiva e globalizada. Com 18 familiares ocupando cargos no conselho de administração e na diretoria, a Cedro conta, desde janeiro deste ano, com o primeiro presidente que não pertence à família controladora.

“Precisávamos de um executivo que pudesse acelerar a profissionalização da empresa”, afirma o presidente do conselho, Aguinaldo Diniz Filho, o último da família a ocupar a comandar a empresa.

Transparência. Segundo ele, para que uma empresa familiar consiga sobreviver por tanto tempo, adaptando-se aos mais diversos cenários políticos e econômicos, é preciso transparência e colocar o interesse da empresa sempre em primeiro lugar.

Criada há apenas cinco anos por pai e filho, a Anewton é uma empresa especializada em estruturação e formatação de franquias. Ex-funcionários da Localiza, Lucien e Aristides Newton foram responsáveis por desenvolver a franquia da própria rede de locação de veículos, hoje no país inteiro.

Para Lucien, o filho, a Anewton tem justamente nos códigos de conduta e ética implantados pela Localiza as diretrizes para fazer com que sua companhia tenha uma gestão profissional e transparente. “O resultado dessa prática é que, desde que criamos a Anewton, conseguimos dobrar o faturamento todos os anos”, informa Lucien.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave