Obras anunciadas não resolverão

A procuradora da República Sandra Shimada Kishi, responsável pela área de abastecimento no Ministério Público Federal em São Paulo

iG Minas Gerais |

Brasília. As obras anunciadas pelo governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), para superar a crise hídrica não resolvem o problema de falta de água dos paulistas. A avaliação é do diretor presidente da Agência Nacional de Águas (ANA), Vicente Andreu.  

A procuradora da República Sandra Shimada Kishi, responsável pela área de abastecimento no Ministério Público Federal em São Paulo, afirmou que “falta credibilidade” à Sabesp, empresa de saneamento de São Paulo, na gestão da crise hídrica no Estado. Segundo ela, a estratégia usada pelo Estado levará ao colapso do Cantareira, deixando 14 milhões de pessoas “à própria sorte”.

Dilúvio

Cantareira. A recuperação do principal sistema de abastecimento da região Metropolitana de São Paulo precisa de 500 bilhões de litros de água para voltar ao nível de janeiro de 2013.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave