Maníaco é condenado a 31 anos por morte de estudante

Marcos é acusado de latrocínio, roubo qualificado e da morte de cinco mulheres

iG Minas Gerais |

Mais uma condenação. 
O maníaco de Contagem foi condenado a 31 anos, 8 meses e 10 dias de prisão
Mais uma condenação. O maníaco de Contagem foi condenado a 31 anos, 8 meses e 10 dias de prisão

Marcos Antunes Trigueiro, que ficou conhecido como o “maníaco de Contagem”, foi condenado a 31 anos, 8 meses e 10 dias de prisão por estuprar e matar a estudante Natália Almeida Paiva, em outubro de 2009.

A pena deverá ser cumprida, inicialmente, em regime fechado. A decisão foi da 1ª Vara Criminal e do Tribunal do Júri.

Segundo o processo, a vítima foi abordada dentro de seu carro, próximo à faculdade onde estudava direito, no dia 7 de outubro de 2009. O réu simulou um assalto e, usando uma arma, ordenou que a vítima passasse para o banco de trás.

Ele dirigiu até um lote vago no bairro Belvedere 2ª seção, em Ribeirão das Neves, na região metropolitana de Belo Horizonte, onde estuprou a vítima. Logo depois, ele utilizou um cadarço e um fio para estrangular a estudante. Após o crime, o acusado fugiu levando o celular da vítima.

Trigueiro já havia sido condenado a 98 anos e quatro meses de prisão pelos assassinatos de Ana Carolina Menezes, Maria Helena Aguiar e Edna Cordeiro Freitas, e mais 29 anos e 2 meses de reclusão pelos crimes de latrocínio e roubo qualificado, cometidos em 2004. Com a condenação desta terça-feira, a pena do Trigueiro chegou a 159 anos e 2 meses de prisão e pode aumentar, já que ele ainda não foi julgado pela morte de Adina Feitor Porto.

O caso

Marcos Antunes Trigueiro foi preso em fevereiro de 2010 na casa onde morava, no bairro Industrial, em Contagem.

Na delegacia, ele confessou as mortes de cinco mulheres: Adina Feitor Porto, 34, assassinada em janeiro de 2009; Ana Carolina Menezes Assunção, 27, morta em abril de 2009; Maria Helena Aguiar, 48, morta em setembro de 2009; Natália Cristina de Almeida Paiva, 27, assassinada em outubro de 2009; e Edna Cordeiro de Oliveira Freitas, 35, morta em 11 de novembro de 2009.

O suspeito só foi localizado após o rastreamento dos aparelhos de celular das vítimas roubados por ele após os estupros e homicídios. Além disso, exames de DNA comprovaram que o sêmen encontrado no corpo de três das vítimas era do maníaco.

Relembre

Em 11 de fevereiro de 2014, Marcos Antunes Trigueiro foi condenado a 29 anos e 2 meses de reclusão por latrocínio e roubo qualificado, crimes cometidos em 2004, pela 6ª Câmara Criminal.

Conforme as informações do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), no dia 22 de dezembro de 2004, Trigueiro entrou em uma pizzaria e churrascaria também em Contagem. Ele roubou dinheiro, celulares, documentos pessoais, talões de cheque e cartões bancários de clientes do estabelecimento. Durante o julgamento, Trigueiro negou que tenha cometido os crimes, afirmando que nunca foi à pizzaria e nem tinha arma com ele.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave