Homem é morto a pauladas e tem corpo queimado no centro de Ubá

Antes, vítima teria tentado matar o suspeito da mesma forma; contra a vítima também havia um mandado de prisão por ter matado a ex-esposa, depois de atear fogo nela

iG Minas Gerais | Gustavo Lameira |

Um homem foi preso nesta quinta-feira (13), suspeito de matar outro homem a pauladas em Ubá, na Zona da Mata Mineira. O crime aconteceu na madrugada de 28 de outubro. Conforme a Polícia Civil, ambos têm envolvimento com o tráfico de droga, e já teriam brigado diversas vezes por este motivo. Vítima também era foragida da Justiça.

O suspeito de 30 anos agrediu João Vieira do Carmo, 54, com um taco de madeira, e ainda ateou fogo nele. Depois, ele mesmo acionou a Polícia Militar, se passou por testemunha do homicídio, e assim constava do boletim de ocorrência.

Conforme o delegado Rafael Gomes de Oliveira, somente com as investigações a história pode ser esclarecida. "O suspeito disse que nunca se deu bem com a vítima, e que eles sempre acabavam brigando. Ele nos contou que estava sentado em uma praça, quando o João se aproximou e lhe deu uma paulada. Depois, João ainda jogou gasolina nele e tentou acender o fogo com um isqueiro, que acabou falhando, porque estava chovendo na hora".

A vítima fugiu, mas foi encontrada pelo suspeito na rua XV de Novembro, no centro de Ubá. "Aí, ele tomou o mesmo pedaço de pau, agrediu o João até a morte e colocou fogo no corpo dele", contou.

Segundo o delegado, ironicamente, havia um mandado de prisão em aberto contra João, que além de passagens por tráfico de droga, teria matado a ex-esposa, ateando fogo ao corpo dela.

O suspeito prestou depoimento na delegacia e foi encaminhado ao presídio de Ubá.

Leia tudo sobre: UbáZona da Mata MineiraPolícia Civil