Qatar se oferece para sediar a Copa Africana das Nações de 2015

Competição foi retirada do Marrocos após país pedir adiamento da realização por causa dos temores ligados à epidemia de ebola

iG Minas Gerais | Folhapress |

O Qatar, localizado no Oriente Médio, mostrou-se "disposto a ajudar" na organização da Copa Africana das Nações (CAN) de 2015, à procura de uma nova sede após a competição ter sido retirada do Marrocos, que havia pedido o adiamento do evento por conta dos temores ligados à epidemia de ebola.

"O Qatar está disposto a fornecer toda ajuda que lhe for pedida oficialmente para acolher a CAN-2015", declarou num comunicado o xeque Hamad Ben Khalifa Ben Ahmed Al-Thani, presidente da Federação Qatariana de Futebol.

Desde outubro, o Marrocos tinha feito vários pedidos de adiamento, para evitar aglomerações de pessoas oriundas de países atingidos pelo ebola.

Na terça-feira (11), a CAF (Confederação Africana de Futebol) confirmou que o Marrocos não vai sediar a Copa Africana, programada para acontecer entre os dias 17 de janeiro e 8 de fevereiro de 2015.

"De acordo com a rejeição do Marrocos, o Comitê Executivo (da CAF) decidiu que a seleção nacional do Marrocos fica automaticamente descartada e não participará da 30ª edição da Copa", diz trecho do comunicado.

Qatar, no entanto, ressaltou que não recebeu, pelo menos até agora, um pedido oficial da CAF para sediar o torneio. De acordo com o jornal francês "L'Équipe", o Qatar pretende organizar a CAN "para testar suas competências" sete anos antes de sediar a Copa do Mundo.

O país esteve envolvido em um caso de corrupção para sediar o Mundial de 2022, mas, nesta quinta-feira (13), a Fifa ignorou os indícios, minimizou outras irregularidades apontadas em inquérito conduzido pelo seu Comitê de Ética e manteve as Copas de 2018 na Rússia e de 2022 no Qatar.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave