Marcelo reclama de gol irregular, mas reconhece superioridade do Galo

Treinador também adotou postura otimista em relação à segunda partida, no Mineirão, no dia 26 de novembro

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Luan abriu o placar para o Atlético no clássico aos 8 minutos de jogo
LEO FONTES / O TEMPO
Luan abriu o placar para o Atlético no clássico aos 8 minutos de jogo

A vitória por 2 a 0 do Atlético sobre o Cruzeiro começou a ser construída em um lance polêmico. Após cruzamento de Marcos Rocha, o meia-atacante Luan completou, de cabeça. Mas o jogador estava impedido. 

Após a partida, Marcelo Oliveira lamentou o erro da arbitragem, mas admitiu que o Atlético foi melhor durante todo o jogo.

"O gol sempre foi fundamental no futebol. A essência do jogo é o gol. No futebol de hoje é ainda mais. Imagina se fazemos um gol aqui impedido (No Independência). Mas não dá para lamentar. O juiz apitou muito bem. Lá (Mineirão) também a gente aperta. O jogo que perdemos (3 a 2, no dia 21 de setembro, pelo Brasileirão), tivemos chances de fazer uns dois gols logo no começo. É apostar nisso. Tentar descansar os jogadores. Pois seria um feito grandioso. É tentar uma vitória. Os torcedores podem ter certeza que o Cruzeiro vai lutar muito para vencer lá (Mineirão)", disse Oliveira. 

Apesar da boa vantagem do rival, Marcelo acredita em uma virada na segunda partida.

"Não muda uma vírgula (do ano do Cruzeiro). Podemos conquistar dois campeonatos seguidos. Podemos fazer história, em um ano maravilhoso. Foi possível para outras equipes reverter o placar. Com um ambiente maravilhoso que nós temos vamos lutar por isso", finalizou. 

 

Leia tudo sobre: CruzeiroAtléticoGaloRaposaCopa do BrasildecisãofinalMineirãoHortoderrotaMarcelo Oliveira