'Agora só podemos ganhar', diz Marin após vexame na Copa

Declaração do presidente da CBF é um modo de recuperar o prestígio da seleção depois do Mundial

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Para a entidade brasileira, presidida por José Maria Marin, a devolução dos produtos deve ser considerada e o caso está
Paulo Mumia/VIPCOMM
Para a entidade brasileira, presidida por José Maria Marin, a devolução dos produtos deve ser considerada e o caso está "encerrado"

Passado o fracasso da seleção brasileira na Copa do Mundo em casa, o presidente da CBF, José Maria Marin, afirmou que o time nacional só pode vencer a partir de agora. "Agora só podemos ganhar" disse o cartola em Istambul.

A declaração de Marin é um modo de recuperar o prestígio da seleção após o vexame no Mundial, quando a equipe de Luiz Felipe Scolari foi goleada por 7 a 1 pela Alemanha, na semifinal.

Não é a primeira vez que o presidente da CBF coloca pressão sobre a seleção. Antes da Copa, Marin disse: "estamos no purgatório. Se vencermos a Copa, todos vão para o céu. Se perdermos, vão todos para o inferno".

Desde o fracasso na Copa, a seleção brasileira, agora comandada por Dunga, venceu as quatro partidas que disputou: ante Equador, Colômbia, Argentina e Japão.

Leia tudo sobre: marinbrasilcopa do mundosoganhar