Jogo "em casa" empolga torcedores mineiros

Preço salgado e jogo sem torcida adversária faz que cruzeirenses e atleticanos escolham acompanhar a primeira partida na frente da TV

iG Minas Gerais | Felipe Castanheira |

ESPORTES . BELO HORIZONTE , MG

Torcedores desfilam com as camisas do Cruzeiro e do Atletico pelas ruas de Belo Horizonte, no dia do classico pela final da Copa do Brasil

NA FOTO: Bruno Salomao

FOTO: LINCON ZARBIETTI / O TEMPO / 12.11.2014
Lincon Zarbietti / O Tempo
ESPORTES . BELO HORIZONTE , MG Torcedores desfilam com as camisas do Cruzeiro e do Atletico pelas ruas de Belo Horizonte, no dia do classico pela final da Copa do Brasil NA FOTO: Bruno Salomao FOTO: LINCON ZARBIETTI / O TEMPO / 12.11.2014

O office boy Edgar Nery vai torcer pelo Cruzeiro em casa, vendo o jogo pela TV. Para garantir um bom resultado para o time vai recorrer a superstição. "Vou assistir a final do lado certo do sofá de casa", garantiu o rapaz. Ele afirma que assistir a partida do lado direito do sofá e com as pernas cruzadas é garantia de um bom jogo. "Só descruzo a perna para comemorar", brincou. Nery disse que o preço salgado dos ingressos fez ele optar por assistir clássico em casa.

Washington Luiz aposta em uma vitória atleticana por 3 a 1 e pretende acompanhar a partida em casa, ao lado do irmão, que é cruzeirense. Ele também reclamou do preço das entradas para a final. Com a camisa alvinegra o torcedor promete comemorar bastante para provocar Wellington Luiz, o irmão com quem costuma assistir os clássicos.

Dedicado ao time, o cozinheiro Bruno Salomão conta que sempre vai ao campo para acompanhar o Atlético, mas que para a primeira partida pensa em torcer na casa de um amigo, aproveitando para tomar uma cerveja e fazer um churrasco. Sobre a partida realizada no Independência prefere não arriscar, apesar de acreditar na mística do estádio. "Em um clássico tudo pode acontecer", avalia o torcedor, que optou esperar o resultado da primeira partida para decidir se vai tentar comprar um ingresso para o último jogo, entrando na cota de 10% de torcedores do Atlético no Mineirão, mesmo sabendo que vai pagar caro.

O pedreiro Mirinei Silva de Oliveira também é prudente em relação ao resultado, mas pretende ver as duas partidas ao lado da família e dos amigos. Para o primeiro jogo vai receber dez pessoas em casa, entre cruzeirenses e atleticanos. Ele explica que a torcida é dividida porque a esposa é atleticana. Entre os filhos mais rivalidade, três vão se vestir de azul e um de preto e branco para a noite desta quarta.

 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave