Homem é decapitado, esquartejado e carbonizado no interior de Minas

De acordo com denúncias anônimas, vítima seria um fazendeiro da cidade; a mulher do suspeito chegou a ser detida

iG Minas Gerais | CAROLINA CAETANO |

A Polícia Civil de Taiobeiras, no Norte de Minas, investiga um crime brutal no povoado de Mirandópolis, onde um homem foi decapitado, esquartejado e carbonizado. Uma mulher foi presa por suspeita de participação no crime.

De acordo com o boletim de ocorrência da Polícia Militar, um morador contou que procurava por um sinal de celular perto de um matagal quando sentiu um forte cheiro. Ele chamou outras pessoas e conseguiu localizar sacos plásticos transparentes.

Nas embalagens, que estavam distantes, foram encontrados a cabeça, tórax e membros inferiores da vítima. Os sacos teriam sido rasgados por cachorros. Segundo denúncias anônimas, o corpo seria de um fazendeiro de 35 anos que teve sua motocicleta roubada e reconheceu o ladrão.

Os denunciantes também indicaram o suspeito e sua mulher, que teria levado o machado e a faca para que o marido pudesse cometer o crime. No imóvel do casal, militares encontraram restos de carne em avançado estado de putrefação.

A mulher foi encaminhada à delegacia de Taiobeiras. Segundo a assessoria de imprensa da Polícia Civil, por enquanto, o delegado não vai comentar o caso para não atrapalhar as investigações.

A cabeça e o tronco da vítima foram recolhidos por uma funerária de Rio Pardo e encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) de Montes Claros. Até a manhã desta quarta-feira (12), nenhuma pessoa tinha registrado queixa de desaparecimento em Taiobeiras.  

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave