Dia de muita expectativa no CT

Na véspera do embate histórico, jogadores tentaram demonstrar que estão muito calmos

iG Minas Gerais | Josias Pereira |

Observador. Ao lado do diretor de futebol Eduardo Maluf, técnico Levir Culpi ficou de olho no trabalho dos jogadores na Cidade do Galo
DENILTON DIAS /O Tempo
Observador. Ao lado do diretor de futebol Eduardo Maluf, técnico Levir Culpi ficou de olho no trabalho dos jogadores na Cidade do Galo

Hoje é um daqueles dias que cada segundo ganha ares de eternidade, no qual a ansiedade invade o peito, a mente, a alma, as palavras, e tudo que todos querem é que chegue logo 22h: o horário em que a bola rola para o maior clássico de todos os tempos.

Na véspera do grande jogo, nesta terça, esse sentimento estava escancarado, mesmo que os sorrisos dos jogadores e o clima de tranquilidade insista em contrariar a lógica. Na Cidade do Galo foi assim. A quantidade de cinegrafistas, repórteres e até visitas inusitadas, como o ex-volante Jonílson, dava o tom de que o momento decisivo havia chegado, mais um daqueles dias que já viraram rotina na vida alvinegra desde 2012.

“Todo mundo tem consciência do que vão representar esses dois jogos contra o Cruzeiro. É um jogo histórico para as duas equipes, para Minas Gerais e o Brasil todo. Todo mundo sabe o que vai representar para nós, jogadores, um título em cima do Cruzeiro”, disse Diego Tardelli na tarde passada.

Na véspera do maior clássico de todos os tempos, Levir Culpi comandou uma atividade restrita. Mesmo sem a presença da imprensa, que só teve a entrada permitida no CT alvinegro mais de trinta minutos depois do tempo previsto, a prioridade foi a jogada de bola parada, e também ajustes no posicionamento da equipe para surpreender a Raposa.

Tardelli até brincou com o mistério, mas garantiu uma certa surpresa. “O que você quer saber?”, afirmou o jogador a um repórter. “Fizemos um rachão, o time de vermelho ganhou. Nada demais. O resto, infelizmente não pode falar, mas tem surpresa”, concluiu.

Apesar de esconder o jogo, Levir não deverá ter nenhum tipo de problema para confirmar a escalação de seu time titular tradicional. Talvez, a grande dúvida seja entre Josué e Donizete no meio-campo, mas Donizete deve ser o titular nesta noite.

Sonho. Em um duelo de tamanho equilíbrio, em que peças polarizam a paixão de milhões, vários são os candidatos a protagonistas. Mas existem alguns que já se candidatam ao cargo de estrela do espetáculo. É o caso de Luan, artilheiro da equipe alvinegra na Copa do Brasil, com quatro gols marcados.

Mas ele convive com um dilema. O Galo não perdeu para o Cruzeiro nesta temporada, mas o meia-atacante não marcou um gol sequer nos cinco duelos entre os grandes rivais mineiros.

“Já sonhei fazendo um gol em uma grande final. Eu penso a cada instante como seria bom fazer um gol em um grande rival, em uma decisão tão importante. Estou pensando exclusivamente no Cruzeiro. Vou me doar ao máximo, se aparecer esta oportunidade, espero fazer o gol”, ressaltou.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave