Tabu não incomoda os jogadores

O goleiro e capitão Fábio afirma que o time não venceu por detalhes e não pelo fato de o rival ter sido melhor

iG Minas Gerais | Bruno Trindade |

Em 2014, Cruzeiro e Atlético já se enfrentaram cinco vezes e a Raposa não venceu. Foram duas derrotas e três empates. O título mineiro, conquistado sobre o rival, veio com dois empates em 0 a 0, pois o time azul tinha vantagem sobre o Galo.  

Agora, os cruzeirenses querem escrever uma história diferente nos confrontos pela final da Copa do Brasil. “O clássico contra o Atlético é um jogo totalmente diferente dos outros. Infelizmente, não conseguimos vencê-los neste ano. O empate (no Mineiro) foi de bom tamanho e nos deu o título. Agora, precisamos ganhar. Vamos em busca dos gols no Independência e em casa. Depois, vamos pensar no regulamento, que é muito importante também”, declarou o meia-atacante Ricardo Goulart.

O goleiro e capitão Fábio afirma que o time não venceu por detalhes e não pelo fato de o rival ter sido melhor. “Nós sabemos que os clássicos são decididos nos detalhes e, nesses jogos, os detalhes foram a favor do Atlético, que conseguiu, por méritos, aproveitar e vencer”. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave