Praça vira a capital das letras

Até domingo, evento traz cerca de 70 convidados de todo o país e 15 atividades diárias a vários espaços da cidade

iG Minas Gerais | Daniel Oliveira |

Simultânea. 
Programação intensa vai utilizar os 12 espaços e museus da praça da Liberdade, além de outros locais na capital mineira
ÉLCIO PARAÍSO/BENDITA
Simultânea. Programação intensa vai utilizar os 12 espaços e museus da praça da Liberdade, além de outros locais na capital mineira

Nos próximos cinco dias, 70 convidados de todo o Brasil e uma programação de mais de 15 atividades diárias pretende transformar o Circuito Cultural Praça da Liberdade em uma “cidade das palavras”. “Queremos trazer a literatura para mais perto com um olhar mais lúdico, como uma maneira de tornar nosso dia a dia melhor”, afirma a gerente executiva Cristiana Kumaira sobre a primeira edição do Circuito Literário, que começa nesta quarta e vai até o domingo, dia 16.

Com o tema “Uma Pausa para Você e as Palavras”, o evento tem a proposta de servir como um respiro na correria cotidiana para voltar a atenção à beleza da literatura. A programação inclui leituras dramáticas, contação de histórias, oficinas lúdicas, mesas-redondas, debates, shows musicais e saraus, criando um diálogo entre as artes e indo além de um mero encontro literário.

“É muito mais que um monte de mesas e debates sobre a literatura, apesar disso ser o coração do projeto”, explica Cristiana. Segundo ela, o projeto surgiu dos próprios gestores dos espaços integrantes do Circuito, que se propuseram a discutir como a literatura está presente em suas programações. “Eles perceberam que, com as livrarias, salas de leitura, as homenagens a escritores em alguns dos espaços, ela está presente em todos eles. E isso se somou aos 60 anos da Biblioteca Luiz de Bessa, resultando na ideia do Circuito Literário”, conta a gerente executiva.

Por isso mesmo, o evento utilizará os 12 museus e espaços culturais que compõem o Circuito, além da própria praça. Parte da programação ainda será realizada em locais que se tornaram parceiros do projeto: a Academia Mineira de Letras, a Fundação Clóvis Salgado, Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade, Fundação de Educação Artística, Fundação Municipal de Cultura, o Minas Tênis Clube, o Hotel Promenade e o Sesc Palladium.

“Isso faz parte do diálogo permanente do Circuito, cujo objetivo é ser um ponto de referência, e não um lugar onde se concentra tudo”, argumenta Kumaira.

Programação. A abertura nesta quarta, às 14h30, será no teatro da biblioteca pública. Logo em seguida, às 15h, já acontece a primeira mesa-redonda no Memorial da Vale, com três autores mineiros discutindo os 100 anos de morte de Augusto dos Anjos. Às 17h, um cortejo guiado por educadores do circuito percorre a praça, seguido por contação de histórias. A carioca Ana Maria Machado participa do projeto O Autor na Academia, às 19h, na Academia Mineira de Letras. E quase ao mesmo tempo, às 19h30, no Sesc Palladium, o angolano José Eduardo Agualusa e o português Gonçalo Tavares discutem as “Travessias Literárias em Língua Portuguesa”, em mesa especial mediada pelo mineiro José Eduardo Gonçalves.

“Muitos dos eventos são simultâneos, então sugiro que as pessoas peguem sua programação e já escolham aquilo que querem ver”, aconselha a gerente. Cristiana destaca especialmente o piquenique literário, que ocorre no sábado às 10h, no Museu Mineiro, e os saraus que acontecem à noite na praça da Liberdade. Nesta quarta, às 20h30, os mineiros do Vira Lata convidam Allan Jonnes, do Sarau Debaixo, de Sergipe.

A lista de convidados do Circuito Literário ainda inclui nomes como o escritor pernambucano Marcelino Freire, Cristovão Tezza (Curitiba), Eucanaã Ferraz (Rio de Janeiro) e Noemi Jaffe (São Paulo), além dos belo-horizontinos Humberto Werneck e Carlos de Brito e Melo.

Por fim, o evento também vai dar início a uma campanha de doação de livros, novos ou usados e não-didáticos, que ficarão disponíveis para o público nos espaços do Circuito Cultural. A ação está sendo promovida em parceria com os idealizadores do projeto colaborativo Ponto do Livro, que conta com estruturas instaladas em pontos de ônibus no entorno da praça da Liberdade. O ponto de coleta é o Centro de Informação ao Visitante, no Prédio Verde, das 9h às 19h.

Programe-se

O que. Circuito Literário

Quando. Desta quarta a 16/11

Onde. Circuito Cultural Praça da Liberdade e outros espaços culturais da capital Programação completa. circuitoculturalliberdade.com.br

Doação de Livros. Centro de Informação ao Visitante, das 9 às 19h, até 16/11

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave