Polícia apreende 336 quilos de maconha; guarda municipal é suspeito

Prefeitura de Araraquara informou, por meio de nota, que acompanha as investigações e que aguarda a conclusão pela Polícia e que caso seja comprovada a participação de algum agente, as medidas administrativas cabíveis serão tomadas

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

A Polícia Civil apreendeu, na madrugada desta terça-feira (11), 336 quilos de maconha e um barco numa casa no Jardim Santa Júlia 3, em Araraquara (a 273 km de São Paulo).

Segundo o delegado da Dise (Delegacia de Investigações sobre Entorpecentes), Gustavo Maio, a suspeita é que a droga pertença a um guarda municipal, que está desaparecido.

De acordo com Maio, é a maior apreensão de maconha da Dise neste ano. "A apreensão faz parte de uma investigação complexa que iniciamos há alguns meses", disse o delegado.

O nome do guarda, de 37 anos, não foi divulgado pela polícia. "Ele é um guarda bastante conhecido na cidade", disse Maio. A polícia está à sua procura.

A Prefeitura de Araraquara informou, por meio de nota, que acompanha as investigações e que aguarda a conclusão pela Polícia Civil.

Ainda de acordo com a nota, caso seja comprovada a participação de algum agente, as medidas administrativas cabíveis serão tomadas.

Ação

De acordo com Maio, a polícia interceptou durante o fim de semana uma negociação em que o suspeito fez a compra do barco apreendido e pagou com a droga.

A casa em que a maconha foi encontrada e o carro usado na operação criminosa eram de terceiros. Ambos também são guardas municipais.

"Mas o indício é que de que estes dois outros guardas não tenham participação no tráfico e que apenas emprestaram os bens sem saber a finalidade", afirmou o delegado.

Leia tudo sobre: ApreensãoDrogaMaconhaBrasilAraraquaraSão PauloBarcoGuarda mUnicipal