Controlador está com bens bloqueados

iG Minas Gerais |

São Paulo. Uma comissão irá verificar as operações feitas nos últimos cinco anos pela corretor apara apurar a origem e os responsáveis pelo prejuízo. O relatório será enviado ao Ministério Público. Os responsáveis pelas fraudes serão autuados, podendo ser eles os diretores atuais ou antigos da corretora.

Consta como controlador o empresário Orlando Gomes, que está com os bens indisponíveis. Seu advogado, Elvis de Mari, informou que a Corval foi vendida em março de 2013 para Luis Rodrigo Esteves de Souza, mas que o processo ainda não havia sido aprovado pelo Banco Central. “Estamos colaborando com o liquidante”, disse. O comprador, que também não foi localizado, está com os bens indisponíveis.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave