Estímulo ao circuito nacional

Programa Brasil de Todas as Telas anuncia digitalização de 770 salas de cinema

iG Minas Gerais |

Investimento. Sob comando da ministra Marta Suplicy, ação deve oferecer R$ 123,3 milhões a empresas exibidoras
Fabio Rodrigues Pozzebom/Agênci
Investimento. Sob comando da ministra Marta Suplicy, ação deve oferecer R$ 123,3 milhões a empresas exibidoras

A Agência Nacional do Cinema (Ancine) e o Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) vão financiar a maior iniciativa já realizada para a digitalização do parque exibidor brasileiro. O BNDES acaba de aprovar um financiamento de R$ 123,3 milhões à empresa Quanta DGT, que vai possibilitar a migração de 770 salas de cinema de empresas exibidoras brasileiras para o padrão digital. A ação integra um dos principais eixos do Programa Brasil de Todas as Telas.

Para o diretor-presidente da Ancine, Manoel Rangel, essa medida pode ser vista como um fator de inclusão no mercado audiovisual. “A digitalização melhora a distribuição nos municípios do interior, gera mais receitas para o exibidor e uma maior diversidade de filmes lançados”, aposta.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave