Ariana Grande consagrada

Cantora norte-americana levou os principais prêmios do MTV Europe Music Awards, realizado no último domingo

iG Minas Gerais |

Ariana ganhou os prêmios de Música do Ano e Artista Feminino
Joel Ryan/Invision/AP
Ariana ganhou os prêmios de Música do Ano e Artista Feminino

Glasgow, Escócia. Há pouco mais de um ano, a cantora pop Ariana Grande, 21, não tinha nem um disco lançado e, se fosse a uma premiação, seria para ficar na plateia, não no palco.

Pois na noite do último domingo (9), na cerimônia de entrega do MTV Europe Music Awards, em Glasgow, na Escócia, a norte-americana levou dois dos principais prêmios: Música do Ano e Melhor Artista Feminino.

A canção “Problem”, parceria sua com a rapper australiana Iggy Azalea, foi considerada a melhor de 2014. “Foi um ano muito louco”, agradeceu Grande ao receber o troféu, entregue por Alicia Keys. “Isso significa muito para mim”, disse, com voz ofegante.

Pudera. Minutos antes, Grande tinha feito o primeiro show da noite, cantando os hits-chiclete “Problem” e “Break Free” – tudo acompanhado de pirotecnia, coreografias, subida em elevador no meio do palco e voo pela arena sentada numa cápsula transparente suspensa por cabos.

Foi também suspensa, aliás, que a apresentadora Nicki Minaj abriu a noite na arena SSE Hydro lotada. Como mestre de cerimônia, a rapper, conhecida pelo estilo extravagante e pelas músicas que fazem referência ao seu próprio traseiro avantajado, manteve a plateia atenta com piadas e diversas trocas de figurino.

Para exaltar o nonsense de que Minaj gosta, até um dinossauro de plástico entrou em cena duas vezes para fazer graça. Todo esforço, porém, não se compara ao escândalo que Miley Cyrus gerou no EMA do ano passado, em Amsterdã (Holanda), quando fumou um cigarro de maconha no palco.

Como cantora, Minaj também foi marcante na festa. Recebeu o troféu de Melhor Artista de Hip Hop e cantou os sucessos “Super Bass” e “Anaconda”.

Aproveitou ainda para estrear a música “Bed of Lies”, acompanhada ao piano pela cantora norte-americana Skylar Grey. A canção estará em “The Pinkprint”, segundo disco da sua carreira, marcado para sair em dezembro.

Ao lado de Minaj e Grande, Katy Perry foi uma das figuras mais marcantes da premiação, mesmo só tendo participado por meio de mensagens exibidas no telão. Em turnê pela Austrália, Perry pediu desculpas por não poder ir a Glasgow receber os prêmios de Melhor Look e Melhor Videoclipe, por “Dark Horse”.

Grande parte dos premiados, aliás, assim como Perry, não compareceu à festa. O grupo One Direction, o que venceu em mais categorias (artista pop, performance ao vivo e maiores fãs), só agradeceu em gravações.

Justin Bieber, eleito o Melhor Artista Masculino, e Beyoncé, vencedora da nova categoria Canção com uma Mensagem (por “Pretty Hurts”), não deram o ar de sua graça nem em vídeo.

Apesar de grande parte da noite ter sido dedicada ao pop, o rock esteve representado por veteranos e novatos. Da novíssima safra, tocou a dupla britânica Royal Blood, composta por baixo e bateria.

Os veteranos do U2 também vieram com frescor. Bono cantou “Every Breaking Wave”, balada do disco recente do grupo, “Songs of Innocence”, com The Edge ao piano e um conjunto de cordas.

Já Ozzy Osbourne, aos 65, levou a maior honraria da noite, o prêmio Ícone Global, que lhe foi entregue pelo guitarrista Slash. “Não sei de onde tiraram essa merda de ícone, mas é bom estar aqui nesta noite”, disse o Príncipe das Trevas.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave