Servidores contaminados por formol são afastados de suas atividades

Eles passarão por exames novamente para verificar se a substância ainda está no organismo deles

iG Minas Gerais | da redação |

Três técnicos e um professor da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM) foram afastados de suas atividades no início do mês de novembro, depois que exames constataram que eles estão com níveis de formol no corpo acima do tolerado.

Segundo a assessoria de imprensa da universidade, os servidores afastados trabalham no laboratório de anatomia da faculdade, utilizado pelos alunos dos cursos da área de saúde. No início de novembro, 18 servidores foram submetidos a exames para detectar a presença de formol no organismo e quatro deles apresentaram níveis acima do tolerado. Ainda de acordo com a assessoria de comunicação da universidade, os exames de outros funcionários apresentaram alterações, porém, dentro do limite tolerado.

Por causa dos casos de contaminação, alguns dos servidores passarão por exames novamente, para verificar se a substância ainda está no organismo deles.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave