Manuscrito de 1.500 afirma que Jesus casou e teve filhos

Documento com registros da vida de Jesus Cristo foi traduzido do aramaico por pesquisadores, que afirmam terem informações surpreendentes

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Reprodução/Internet
undefined

Um manuscrito de mais de 1.500 anos levanta indícios de que Jesus Cristo casou-se com Maria Madalena e teve dois filhos. O documento foi descoberto pelo professor Barrie Wilson e o escritor Simcha Jacobovic.

Após meses de trabalho de tradução, os pesquisadores fizeram constatações consideradas como surpreendes, segundo o "The Sunday Times".

Chamado de "Evangelho perdido", as anotações revelam detalhes do cotidiano e nomes dos filhos de Jesus com Madalena. A publicação do livro com as alegações acontecerá nesta quarta-feira (12) pela editora Pegasus. O texto, conhecido como A História Eclesiástica de Zacharias Rhetor (de Mitilene), está na Biblioteca Britânica há duas décadas e já esteve no Museu Britânico.

O manuscrito não é o primeiro a fazer insinuações sobre a relação entre Jesus e Maria Madalena. Outros autores também fizeram essa afirmação, como Nikos Kazantzakis, em seu livro de 1953, "A última tentação de Cristo" e Dan Brown, em "O Código Da Vinci".

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave