UFMG é a sexta melhor universidade da América Latina, segundo US News

Entre as 10 melhores instituições de ensino superior da região também estão as universidades: Estadual Paulista (Unesp), Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), PUC do Chile e a Federal de São Paulo (Unifesp)

iG Minas Gerais | Da Redação |

Segundo o ranking US News, instituição que há mais de 30 anos realiza levantamentos sobre o ensino superior nos Estados Unidos, a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) é a sexta melhor da América Latina.   De acordo com o ranking recém-divulgado, a UFMG, que obteve nota 37,5, aparece em quarto lugar entre as brasileiras e na 316ª posição entre as melhores universidades do mundo.   Entre as instituições latino-americanas, as cinco mais bem posicionadas são, pela ordem, USP, UFRJ, Unicamp, Universidade de Buenos Aires e Nacional Autônoma do México. Esta é a primeira vez em que o ranking contempla universidades fora do território norte-americano. Fecham a lista das 10 melhores instituições de ensino superior na região as universidades Estadual Paulista (Unesp), Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), PUC do Chile e a Federal de São Paulo (Unifesp).   A avaliação do US News leva em consideração as reputações global e regional das universidades, entre outros critérios, publicações de elevado impacto em periódicos, total de citações, colaboração internacional e número de doutores premiados. O ranking global é encabeçado pela Universidade de Harvard, seguida pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT), pelas universidades da Califórnia-Berkeley, Stanford, as quatro dos Estados Unidos, e por Oxford, na Inglaterra.   De acordo com o pró-reitor de Graduação da UFMG, Ricardo Takahashi, o US News, diferentemente de outros rankings importantes, utiliza indicadores ponderados de publicações por área de conhecimento, que são somados aos indicadores absolutos. “Essa forma de calcular detecta e valoriza excelência em áreas nas quais tipicamente se publica menos. Isso favorece a UFMG, que tem excelência distribuída de forma equilibrada pelas diversas áreas do conhecimento”, explica Takahashi.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave