'Campanha precisa continuar', diz jovem que luta contra câncer raro

Priscila conta que a campanha já arrecadou quase todo o dinheiro para custear o tratamento, mas ela ainda precisa de ajuda para se manter nos EUA durante esse período

iG Minas Gerais | Bruna Carmona |

Priscila tem o apoio dos filhos para continuar lutando pela vida
Arquivo pessoal
Priscila tem o apoio dos filhos para continuar lutando pela vida

A jovem Priscila Macedo, de 32 anos, está cada vez mais próxima de dar um passo importante na luta pela vida. Após três meses de campanha pelas redes sociais, ela conseguiu arrecadar quase todo o dinheiro necessário para custear o tratamento de um câncer raríssimo, feito em hospital do Texas, no Estados Unidos. A campanha, no entanto, está longe do fim.

“Preciso que a campanha continue, até porque eu não sei quanto tempo vai durar o tratamento”, disse Priscila. Segundo a jovem, faltam aproximadamente R$ 5.000 para que ela consiga arrecadar os R$ 100 mil necessários para cobrir as despesas médicas. No entanto, ela precisa se manter enquanto estiver tratando a doença e depende das doações para isso.

“Imagina ter que desistir do tratamento porque acabou o dinheiro?”, disse. Priscila calcula que R$ 20 mil sejam suficientes para cobrir as despesas com passagens aéreas (ida e volta), estadia, alimentação e transporte para ela e para a mãe, que vai acompanhá-la durante o tratamento, durante um mês. No entanto, como ainda não passou pela consulta com os especialistas do hospital do Texas, ela não sabe quanto tempo precisará se manter nos EUA. “Eu estou indo realmente no escuro. Esse valor que eu vou pagar cobre o tratamento, seja qual for a duração, mas não a estadia, por isso a campanha precisa continuar”, afirmou Priscila, que não teria como se manter de outra maneira.

“Vamos salvar a Priscila”

Mãe dos gêmeos Robson e Letícia, de 7 anos, e de Marcelo, de 13, Priscila descobriu um tumor do tipo rabdomiossarcoma alveolar de auto grau, que é raríssimo em adultos, em abril deste ano. O câncer que começou nas bochechas atingiu parte do crânio e, mesmo depois de passar por uma cirurgia, em dezembro do ano passado, parte do tumor permaneceu no rosto dela.

Por se tratar de uma doença rara e com tratamento complicado em adultos, a esperança de Priscila é conseguir fazer o tratamento no MD Anderson Cancer Center, em Houston, no Texas, que tem bons resultados com esse tipo de tumor tão raro.

Para arrecadar o dinheiro necessário para  o tratamento, ela criou a página “Vamos salvar a Prsicila”, onde compartilha com os seguidores o dia-a-dia e o processo de arrecadação da quantia necessária.

Para as doações no Brasil:

Banco do Brasil

Agência 1228-9 Conta Corrente 35696-4 CPF 055457206-00 Priscila Vila Real Macedo

Doações no exterior:

Podem ser feitas em qualquer banco com os códigos Iban BR 8300000000012280000356964 Swift BRASJPJT

Leia tudo sobre: priscilavamos salvar a priscilacampanhacancer