USP pede que jornalistas apontem problemas da universidade

Debate, organizado para comemorar os 80 anos da universidade, pede a participação da imprensa para apontar falhas na relação com a mídia

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

 Durante debate realizado nesta segunda (10), a USP pediu que profissionais de imprensa levantassem os problemas da universidade em sua relação com a mídia. A conversa fez parte do ciclo de debates "A USP e a sociedade", que a universidade promove neste mês de novembro em virtude de seus 80 anos, e visava discutir sua relação com os meios de comunicação.

A mesa contou com a presença de Marcelo Leite, da Folha de S.Paulo, Roberto Godoy, do "Estado de S. Paulo" e de Álvaro Pereira Junior, do Grupo Globo e colunista da Folha. Ela foi mediada por Eugênio Bucci, professor da ECA (Escola de Comunicação e Artes).

Bucci pediu que os convidados levantassem os problemas da USP e acrescentou que as Redações e a universidade possuem um "ponto em comum": o fato de que têm sonhos e projetos para o futuro do país.

Falhas

Os convidados ressaltaram que há dificuldades para que os jornais consigam contatar os professores e pesquisadores da casa e que a instituição não sabe promover sua produção científica.

Além disso, ressaltaram que a imagem das últimas gestões da USP não é positiva, citando as recentes greves, a atual crise financeira pela qual passa e a má organização de seu site.

Por outro lado, se mostraram otimistas com o futuro da universidade, relembrando que essa é a maior do país e que encabeça rankings universitários.

O reitor da instituição, Marco Antonio Zago, fez uma breve introdução ao debate e depois o assistiu da plateia.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave