Reinaldo Bacilieri deixa o comando do São José Vôlei-SP

Treinador não resistiu às quatro derrotas seguidas; em sua página no Facebook, ele chamou atitude da diretoria de covarde

iG Minas Gerais | DANIEL OTTONI |

Bacilieri ficou surpreso com notícia recebida
TIÃO MARTINS
Bacilieri ficou surpreso com notícia recebida

Depois de levar o São José Vôlei-SP para a elite da Superliga, objetivo de anos do clube, o técnico Reinaldo Bacilieri viu seu trabalho ser interrompido após quatro derrotas consecutivas nas primeiras partidas no torneio.

A diretoria do clube resolveu trocar o comando técnico, temendo não ter tempo suficiente para reverter a situação.

“É inegável o trabalho dele no projeto, somos muito gratos por toda a história dentro da equipe. Foi uma ascendente trajetória, com inúmeros títulos conquistados. Porém, o momento atual é importantíssimo para a permanência na primeira divisão e esperamos encontrar um profissional com experiência em Superliga para conduzir a equipe nessa competição”, afirma Fernando Basilio, gerente do São José Vôlei.

Nos quatro primeiros jogos, o time de São José dos Campos teve pela frente Sada Cruzeiro, Minas Tênis Clube, Montes Claros Vôlei e Vôlei Canoas-RS. As duas equipes citadas inicialmente são as lideres do torneio, mostrando que o time encarou adversários de qualidade. O saldo foi de apenas um ponto, conquistado na derrota em casa para o Minas, no tie-break.

"O time estava evoluindo, até pelas ausências que tínhamos. A equipe cresceria ainda mais, tenho certeza. Não escondo a surpresa com a notícia", admite Bacilieri, que lamentou pelo fato do time não ter tido o tempo ideal de preparação entre uma partida e outra, não pelo calendário da competição e sim por decisão da diretoria, que aceitou mudança na data dos jogos.

"Não tivemos o descanso necessário. Nossa última partida, por exemplo, foi antecipada para atender a interesses comerciais. Jogamos sem o Danilo Genlinksi, o Mineiro teve um problemas nas costas durante a viagem de volta de Montes Claros e o Bob ainda está se recuperando de uma cirurgia. São situações que acabam influenciando, inevitavelmente. Fizemos jogos equilibrados contra equipes fortes e acredito que o time cresceria no andamento da competição", lamenta.

Na sua página no Facebook, o treinador chamou de covarde a atitude dos dirigentes joseenses.