PM prende 17 pessoas em rinha de galo de Araguari

Uma denúncia anônima antecipou a Polícia sobre a competição; 43 aves foram apreendidas, além de bicos e esporas de metal

iG Minas Gerais | Gustavo Lamaeira |

Algumas aves apresentavam mutilação
Divulgação/PM
Algumas aves apresentavam mutilação

Dezessete pessoas foram detidas em uma rinha de galo de Araguari, no Triângulo Mineiro, nesse domingo (9). Conforme a Polícia Militar do Meio Ambiente, o local era observado desde o sábado (8), quando uma denúncia anônima antecipou sobre a competição.

Os militares chegaram até a residência no bairro Independência no início da manhã, e logo perceberam o entra e sai de pessoas com as aves. Por volta do meio-dia, a Polícia entrou e flagrou os suspeitos de maus tratos a animais. No local foram apreendidos 43 galos, esporas e bicos de metal. A maioria dos galos teve suas esporas arrancadas, o que também caracteriza a mutilação.

Um pássaro da fauna silvestre também foi encontrado no imóvel.

Ainda segundo a Polícia Militar, entre os detidos estava um homem com passagens por dois homicídios. Todos as aves foram doadas a instituições filantrópicas de Araguari, por determinação da Justiça.

Os 17 suspeitos foram levados para a Delegacia de Plantão, ouvidos e liberados.  

Leia tudo sobre: rinha de galoAraguari