Banco de ouro para reta final

Criados na base alvinegra, velocistas Marion e Dodô foram fundamentais nos últimos confrontos

iG Minas Gerais | Thiago Prata |

Experiente. Embora jovem, Marion já atuou pelo time profissional do Atlético por várias vezes e vem mostrando maturidade nos jogos importantes do clube alvinegro
FERNANDA CARVALHO / O TEMPO
Experiente. Embora jovem, Marion já atuou pelo time profissional do Atlético por várias vezes e vem mostrando maturidade nos jogos importantes do clube alvinegro

Chegar numa reta final de temporada brigando por títulos é tudo que uma equipe de futebol anseia. E, ao fim do ano, comemorar uma grande conquista. Mas para atingir tal objetivo é necessário contar não apenas com um time titular forte, como também com um elenco homogêneo, com atletas capazes de substituir à altura os principais jogadores do clube. E, neste quesito, o Atlético mostra estar muito bem servido.

No último sábado, os suplentes do Galo acabaram com qualquer olhar de desconfiança mais críticos, de que o alvinegro não possui um banco de qualidade. Dos 11 atletas que iniciaram a partida contra o Palmeiras, no Pacaembu, dez são considerados reservas, sendo que apenas o goleiro Victor é tido como titular absoluto.

Aqueles que previam falta de entrosamento, queimaram a língua. Mesmo atuando em São Paulo, com quatro volantes e dois velocistas na frente, o Atlético se impôs e venceu por 2 a 0. Esse resultado dá tranquilidade para a torcida, já que o time está dividido entre o Brasileiro e a Copa do Brasil, e deve voltar a poupar titulares até o jogo final do torneio mata-mata, no dia 26.

“O Atlético é forte, tanto o time que jogou na quarta-feira (diante do Flamengo, no Mineirão, pelas semifinais da Copa do Brasil), quanto o time que jogou hoje (contra o Palmeiras, no sábado, pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro)”, disse o lateral-esquerdo Pedro Botelho.

Dentre os atletas que buscam um lugar ao sol, os jovens Marion e Dodô, crias da base alvinegra, vêm sendo peças-chave nessa reta final de temporada.

Prova disso foram as atuações de ambos ante Flamengo e Palmeiras. Na quarta-feira, os dois deixaram o banco de reservas para serem decisivos na goleada por 4 a 1 e a classificação à final da Copa do Brasil. No sábado, como titulares, deram trabalho aos palmeirenses. Dodô, aliás, anotou um belo gol. Os jovens podem ser novamente uma boa opção para o ataque do Galo.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave