Marcelo Oliveira diz que assumiu risco ao escalar equipe titular

Comandante celeste explicou o fato de não ter poupado o time para decisão contra o Atlético, pela Copa do Brasil

iG Minas Gerais | Lohanna Lima |

Associated Press
undefined

A três dias do primeiro jogo da final contra o Atlético pelo título da Copa do Brasil, o técnico Marcelo Oliveira optou por escalar força máxima para a partida contra o Criciúma, na noite deste domingo, no Mineirão, pelo Campeonato Brasileiro.  Apenas o atacante Marcelo Moreno, que acabou entrando no segundo tempo, foi poupado pelo treinador.  O Cruzeiro venceu, e o comandante cruzeirense explicou a decisão de manter a equipe titular, mesmo correndo o risco de um desgaste físico dos atletas.

“A situação do Cruzeiro é diferente de outras equipes que estão poupando jogadores. O Cruzeiro é líder, tem cinco pontos de diferença para o São Paulo,  e vem numa situação de defesa da liderança há sete meses, então não poderíamos poupar. Tínhamos que correr esse risco de desgaste, mas vamos descansar muito para irmos forte para o jogo contra o Atlético”, explicou o comandante.

Após garantir a diferença de pontos para o São Paulo, o Cruzeiro volta todas as atenções para a disputa do primeiro jogo da final da Copa do Brasil,  contra  o Atlético, nesta quarta-feira, às 22h, no Independência. O técnico celeste está confiante em uma partida equilibrada e de muita técnica.

“Será um confronto de muito equilíbrio, de duas equipes que jogam muito bem, e têm boa técnica.  Não chegamos à final por acaso, lutamos muito, mostramos bom futebol, e a torcida entendeu nossa dedicação na busca pelos objetivos. Será muito difícil pela qualidade do adversário, que joga em seus domínios, mas vamos fazer de tudo para buscar os gols que precisamos”, frisou Marcelo.