Em 11 dias, terceira mulher é flagrada pelada em Porto Alegre

Loira desconhecida corria pelada a poucos metros do Palácio Piratini, sede do governo gaúcho

iG Minas Gerais | Da Redação |

Um par de tênis, óculos de sol e um boné foi tudo o que uma mulher usou para correr pelas ruas de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul na manhã deste domingo (9). Ela foi a terceira nua flagrada na cidade em apenas 11 dias.

De acordo com o fotógrafo que fez o registro, a loira desconhecida corria pelada a poucos metros do Palácio Piratini, sede do governo gaúcho. Policiais que trabalham na região disseram que o caso chegou a ser informado, mas a mulher não foi encontrada.

No dia 30 de outubro, uma mulher foi presa após correr nua no parque Moinhos de Vento, conhecido como "Parcão". De acordo com o jornal "Zero Hora", a mulher é brasileira e tem 30 anos. Por volta das 11h, ela começou a se despir e deixou os tênis, as roupas e as peças íntimas embaixo de um banco. Depois, continuou correndo.

Segundo a publicação, a mulher relutou em se vestir ao ser abordada pela polícia. Cinco policiais participaram da apreensão da moça, que foi levada a uma delegacia da capital gaúcha. Na última quinta-feira (6), uma mulher saiu caminhando pelada na rua, debaixo de chuva, também em Porto Alegre. A atitude foi filmada por várias pessoas que passavam pelo local.

Ao repórter da RBS, que também registrou o flagrante, a mulher se identificou como Betina e disse que estava fazendo um "desabafo". "Eu não estou sem roupa, estou natural. O que não é natural é a gente não ter saúde. O que não é natural é uma atleta se tornar prostituta para sobreviver. O que não é natural é uma prostituta que devia ser rica virar sem-teto", disse a mulher, que também avisou que era lutadora de MMA (artes marciais mistas). 

Leia tudo sobre: mulherpelada