Levir Culpi fala da emoção de voltar a uma final no Brasil

Treinador exalta o 'calor' de torcedores e jogadores no futebol brasileiro e comemora o retorno a uma decisão em seu país

iG Minas Gerais | DIEGO COSTA |

Levir Culpi deu indícios de que dará um descanso para os titulares
BRUNO CANTINI/ATLÉTICO
Levir Culpi deu indícios de que dará um descanso para os titulares

Nada como disputar uma final de uma grande competição, como a Copa do Brasil. Uma sensação que Levir Culpi sentiu três vezes, tendo o privilégio de vencer uma vez, em 1996, e que voltará a sentir a partir desta quarta-feira, contra o Cruzeiro, no Independência. Apesar de sempre exaltar a organização do futebol do Japão, onde foi treinador por cerca de seis anos - no Cerezo Osaka -, Levir admite que é no Brasil que transborda a verdadeira emoção no esporte jogado com os pés. "A gente vai lá (para o Japão) para aprender. Aprendi muito no Japão. Mas gosto e quero morar no Brasil. Só sinto esta emoção aqui. Eu vi os jogadores do time que eu comandei chorarem duas vezes de emoção pelas classificações para a Copa da Ásia, a Libertadores de lá. Mas nós somos muito mais divertidos", comentou. Apesar de estar ciente de que, além da decisão da Copa do Brasil, o Galo divide as atenções com o Campeonato Brasileiro, Levir não deixa de pensar na final. E o primeiro embate será no Independência. "A preferência nossa, claro, era mesmo de jogar no Independência. Nós nos sentimos bem em jogar no Independência, onde a torcida também se sente bem. A diretoria foi quem resolveu, não é problema nosso, temos é que entrar em campo. E jogar no Independência é bem legal, nos sentimos muito bem", afirmou.

Leia tudo sobre: atleticogalolevir culpifuteboltecnicofinal