Mansão nos EUA de R$ 499 milhões é considerada como recorde de preço

A casa possui 12 suítes e está localizada em um terreno de 100 mil m² (10 hectares), onde há ainda um vinhedo

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Mansão é considerada um dos imóveis mais caros do mundo
Reprodução
Mansão é considerada um dos imóveis mais caros do mundo

Não é apenas uma mansão. Ela é a mansão do sonho dos milionários. Localizada na badalada Beverly Hills, na Califórnia, a sua venda pode se tornar a maior transação imobiliária dos Estados Unidos ao atingir a cotação de recorde do mercado imobiliário do país: US$ 195 milhões (R$ 499,5).

Em estilo mediterrâneo, a casa tem 12 suítes e está localizada em um terreno de 100 mil m² (10 hectares), onde há ainda um vinhedo, segundo informou o corretor de imóveis ao grupo de mídia Bloomberg.

A casa principal tem uma área construída de 3.300 m², com panorâmica de Los Angeles e os De acordo com informações da Bloomberg, a mansão de Beverly Hills foi desenvolvida por Mohamed Hadid, que é do empresário imobiliário Jeffrey Greene.

A propriedade está à venda após passar por uma reforma que durou oito anos. A ideia do proprietário seria tirar proveito da demanda por imóveis de luxo nos EUA, que tem aumentado com investimentos de estrangeiros.

Pelo menos 20 casas nos EUA forma vendidas por US$ 50 milhões (R$ 128,1 milhões) ou mais desde 2010, de acordo com um avaliador baseado em Nova Iorque.

O preço mais alto pago por uma casa nos Estados Unidos é de US$ 147 milhões (R$ 376,6 milhões). A aquisição foi feita neste ano por Barry Rosenstein, fundador da empresa de fundos de hedge Jana Partners LLC. A casa fica na região luxuosa de veraneio East Hampton, em Long Island.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave