Apesar de chuva recente, nível do sistema Cantareira continua a cair

Queda mais expressiva foi na Guarapiranga: ela tem agora 36,6% de sua capacidade -no sábado, eram 36,9%

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Apesar de chuva recente, nível do sistema Cantareira continua a cair
Apesar de chuva recente, nível do sistema Cantareira continua a cair

Os níveis dos sistemas Cantareira e Alto do Tietê voltaram a cair neste domingo (9), apesar de a chuva ter chegado, enfim, a São Paulo na semana passada. O nível do sistema Cantareira atingiu agora 11,4% de sua capacidade -já contabilizando a segunda cota do volume morto. No sábado (8), o nível era de 11,5%.

O sistema Alto Tietê também vem diminuindo sua capacidade plena. Neste domingo, o nível de volume armazenado era de 8,3%, contra os 8,4% de sábado. A queda mais expressiva foi na Guarapiranga: ela tem agora 36,6% de sua capacidade -no sábado, eram 36,9%. Desde o primeiro dia de novembro, o nível da represa caiu 2,6%.

Reportagem da Folha de S.Paulo mostrou que o sistema Guarapiranga -usado desde fevereiro no socorro ao Cantareira- será explorado ainda mais nos próximos meses.

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) disse na quarta-feira (5) que vai aumentar a captação do Guarapiranga para ajudar a população que recebe água do Cantareira, que está com níveis críticos.

Obras contra a seca

Nenhuma das principais obras previstas pelo governo paulista para ampliar a capacidade de armazenamento de água da Grande São Paulo estará pronta no período de estiagem do ano que vem.

Uma delas é a transposição da água do rio Paraíba do Sul para o sistema Cantareira, agora com aval da Agência Nacional de Águas (ANA).

A única obra prevista para ficar pronta em curto prazo, segundo o cronograma da Sabesp, é a ampliação de uma estação de tratamento de água neste ano -que seria suficiente para abastecer só 300 mil pessoas, de um total de 20 milhões na Grande SP.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave