Shogun é nocauteado em 34 segundos e estraga festa em Uberlândia

Derrota devastadora, inesperada, a segunda do lutador dos meio-pesados em casa somente neste ano

iG Minas Gerais | Josias Pereira |

Shogun é nocauteado em 34 segundos e estraga festa em Uberlândia
Reprodução/UFC/Página Oficial/Facebook
Shogun é nocauteado em 34 segundos e estraga festa em Uberlândia

A primeira edição do UFC em Uberlândia foi chocante. Na madrugada deste domingo (9), o brasileiro Mauricio Shogun Rua entrou no octógono carregando consigo a esperança de um grande combate, quiçá até uma vitória para abrilhantar a noite no Triângulo Mineiro, mas acabou nocauteado pelo norte-americano com raízes haitianas Ovince St. Preux aos 34 segundos do primeiro round. Uma derrota devastadora, inesperada, a segunda do lutador dos meio-pesados em casa somente neste ano.

Foi tudo muito rápido. Shogun iniciou o combate na defensiva, buscando alguns golpes e tentando afastar a pressão do rival. Mas St. Preux foi letal. Com um cruzado de esquerda, o norte-americano já mandou o brasileiro para o chão. Uma sequência de socos determinou o encerramento da luta pelo árbitro brasileiro Mário Yamasaki. Não havia como resistir. Shogun foi completamente dominado. Um tropeço que nem o mais entusiasta fã do estilo de luta de St. Preux poderia esperar.

Além de ser o segundo revés em casa do ex-campeão do UFC, o brasileiro acumula em seu histórico recente seis derrotas em nove combates e está muito distante das glórias que o fizeram conhecido, por exemplo, no Pride, tradicional evento que o fez ser considerado um dos mais dominantes lutadores de MMA do planeta. Agora, em seu cartel, Shogun possui 22 vitórias e 10 derrotas.

Por sua vez, o resultado foi bastante celebrado por St. Preux, que se recuperou do tropeço para o compatriota Ryan Bader. Exímio lutador no estilo grappling (luta agarrada), o norte-americano levou a melhor ao apostar na trocação com Shogun e deixou Uberlândia um pouco mais "rico". Ele faturou R$ 50 mil (R$ 127,9 mil) de bônus por ter tido uma das melhores performances da noite ao lado do brasileiro Leandro Buscapé, que venceu Charlie Brenneman no primeiro round, com uma finalização por mata-leão após começar a luta em desvantagem.

"Na ordem para você se transformar em uma lenda é necessário bater uma lenda. Foi isto que eu fiz esta noite. Esta luta significa muito para mim. Shogun é uma lenda e ele significa muito para mim. Vou continuar sendo um grande fã dele", disse St. Preux, em entrevista ao canal norte-americano Fox Sports.

Resta a Shogun juntar os cacos e se preparar para as gravações do TUF Brasil 4. Até porque, como treinador do Reality exibido pela TV Globo, o lutador curitibano terá pela frente ninguém menos do que Anderson Silva.

Anfitrião, Claudio Hannibal vence por decisão dividida

Foi sofrido, mas lutando pela primeira vez diante de sua torcida, o uberlandense Cláudio Hannibal levou a melhor sobre o inglês Leon Edwards. O lutador dos meio-médios foi eleito o vencedor do combate pelos juízes por decisão dividida (29 a 28, 28 a 29 e 29 a 28). Apesar de se deparar com inúmeras dificuldades durante o combate, Hannibal voltou para o último round mais confiante e encontrou no jiu-jitsu afiado a chave para conquistar o triunfo. Aos 32 anos, o atleta chegou a duas vitórias em duas lutas no UFC, com um cartel total de 11 triunfos e apenas um tropeço.

Veja os resultados do UFC Uberlândia:

CARD PRINCIPAL

Ovince St. Preux venceu Maurício Shogun por nocaute técnico aos 34s do R1 Warlley Alves venceu Alan Jouban por decisão unânime Cláudio Hannibal venceu Leon Edwards por decisão dividida Dhiego Lima venceu Jorge Blade por decisão unânime Juliana Lima venceu Nina Ansaroff por decisão unânime

CARD PRELIMINAR

Diego Rivas venceu Rodolfo Rubio por decisão unânime Caio Monstro venceu Trevor Smith por nocaute aos 31s do R1 Leandro Buscapé venceu Charlie Brenneman por finalização aos 4m15s do R1 Thomas Almeida venceu Tim Gorman por decisão unânime Colby Covington venceu Wagnão Silva por finalização aos 3m26s do R3

Leia tudo sobre: UFC;