Festa da gastronomia em Nova Lima

Aos 4.000 participantes foram oferecidas boa comida e bebida, além de música e oficinas

iG Minas Gerais | BERNARDO ALMEIDA |

Diversão. Organização do evento disponibilizou toalhas para que participantes fizessem piqueniques
Fragma Films / Divulgacao
Diversão. Organização do evento disponibilizou toalhas para que participantes fizessem piqueniques

Cerca de 4.000 pessoas tiraram a tarde de sol deste sábado para curtir pratos especialmente preparados, harmonizados com bebidas e música, e ainda diante da paisagem da Lagoa dos Ingleses, em Nova Lima, na região metropolitana de Belo Horizonte. A primeira edição do festival gastronômico Foodie Experience, realizada no condomínio Alphaville, disponibilizou toalhas para piqueniques e trouxe os músicos mineiros Kadu Vianna e Marina Machado.  

O grande trunfo de um evento gastronômico não poderia ser outro que não a qualidade da comida. Para isso, foram chamados chefs de restaurantes renomados da capital, como Vecchio Sogno, Xapuri e Glouton. E não faltou variedade. Ao lado da barraca de cozinha espanhola, em que o público podia experimentar uma paella à valenciana, um estande fisgava o estômago dos participantes com o tipicamente mineiro leitão à pururuca, acompanhado de purê de batata baroa, um dos quitutes mais requisitados pelo público. Um dos segredos é um aparelho aquecido a gás, inventado pelo próprio chef Luiz Ney, dono de um restaurante em Tiradentes, na região Central de Minas Gerais.

“Uso este aparelho, que chamo de pururucador, capaz de atingir 800°C e transformar a pele do leitão em torresmo, sem gordura alguma”, conta o chef responsável pela receita de família. “Provoca um efeito semelhante ao braseiro, que é como meu avô preparava o prato antigamente”, completa Ney.

Aprovação. O administrador de empresas André Sefali, 45, mora há dez anos no Alphaville e disse torcer para que outros eventos como esse ocorram na região. “É comida da melhor qualidade, eu mesmo já experimentei um pouco de quase de tudo”.

Mas o Foodie Experience não se limita a aguçar o paladar. Além de uma tenda para relaxar, com massagens e salão de beleza, houve oficinas para interessados em cozinhar, para adultos e crianças. Para os chefs mirins, lições de como fazer pizza, sanduíche e até comida em formato de bicho. “Gostei de fazer o queijo de ratinho”, diz Pedro Pantuzzo, 5, que admitiu que a parte preferida foi mesmo comer.

A mãe Ana Paula Pantuzzo, 29, gostou da iniciativa. “Não só eles aprendem algumas coisas, como também estimula uma alimentação saudável, com o uso de vegetais, azeite e flores comestíveis”.

Foodie Brazil

Entenda. A empresa organizadora do evento foi criada em agosto e é mesma que realizou a feira Gastronomia na Praça. “Foodie”, em inglês, se refere a quem é apaixonado por gastronomia.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave