Mundo de olho em Interlagos

Esta é 42ª edição da corrida em solo brasileiro, e a 32ª realizada na pista de São Paulo

iG Minas Gerais | Débora Costa* |

São Paulo. GP do Brasil deste ano será a 32ª prova disputada nas curvas de Interlagos
Andre Penner/AP
São Paulo. GP do Brasil deste ano será a 32ª prova disputada nas curvas de Interlagos

A equipe Mercedes é o grande destaque desta temporada da Fórmula 1. A escuderia alemã já conquistou o Mundial de Construtores e agora assiste de “camarote” à disputa acirrada entre os seus pilotos – Lewis Hamilton e Nico Rosberg – pelo título da temporada 2014. Por isso, todas as atenções estão voltadas para o Grande Prêmio do Brasil, neste domingo, em Interlagos, e que pode significar uma boa vantagem para a prova final da categoria, em Abu Dhabi, no dia 23 de novembro.

Hamilton é o líder da competição, com 316 pontos conquistados. A vitória no GP dos EUA, no último fim de semana, garantiu ao inglês 24 pontos à frente de Rosberg, que chegou em segundo lugar na prova e soma 292 pontos no ano.

A boa vantagem de Lewis não garante chances de título já na etapa brasileira. Afinal, a corrida de Abu Dhabi terá pontuação dobrada (50 pontos), o que coloca Nico ainda na disputa, como afirma o chefe de reportagem do canal SporTV e colunista de automobilismo da “Folha de S.Paulo”, Fábio Seixas. “Pelo fato de a última prova ter pontuação dobrada, Rosberg ainda está na briga. Mas acredito que o momento de Hamilton é melhor, e que isso pode dar uma vantagem a ele”, afirma Seixas.

Dessa maneira, mesmo se Hamilton vencer o GP Brasil, e Rosberg não pontuar, a distância entre os dois será de 49 pontos, e ainda pode ser invertida na prova dos Emirados Árabes, caso Nico vença e Lewis não pontue. Assim, o título seria do alemão da Mercedes, que ficaria com um ponto à frente do companheiro de equipe: 342 de Nico contra 341 de Lewis.

Por outro lado, esse cenário extremo é só um exemplo de que a disputa ainda está em aberto, mas a vantagem segue nas mãos de Hamilton. A vitória nos GP dos EUA permite que o inglês conquiste o campeonato mesmo se chegar em segundo e Rosberg vencer as duas últimas provas. Dessa maneira, no somatório final, Lewis teria 370 pontos conquistados, contra 367 de Nico.

Apesar de o título de Hamilton ainda não estar garantido matematicamente, o inglês pode aproveitar a sua sequência excepcional na Fórmula 1 para conquistar o bicampeonato. Lewis venceu as cinco últimas provas da categoria (Itália, Cingapura, Japão, Rússia e Estados Unidos), o que o levou a liderar a competição, como lembra o comentarista e apresentador da Fox Sports e dono do site Grande Prêmio, Flávio Gomes.

“Esse campeonato foi interessante para a Mercedes. Houve um momento em que Rosberg era o grande favorito. Mas, na reta final, Hamilton ganhou quatro seguidas (cinco com o GP dos EUA) e vem tendo um retrospecto de campeão. Mas a pontuação dobrada da última prova pode mudar tudo”, avalia Gomes.

Para além da disputa com Nico Rosberg, o retorno de Hamilton a Interlagos também marca o reencontro do piloto com o circuito onde sagrou-se campeão da F1, pela primeira vez. Em 2008, o inglês conquistou o campeonato, quando, na última volta, conseguiu ultrapassar Tim Glock da Toyota e cruzou a linha de chegada em quinto, o suficiente para tirar o título “das mãos” de Felipe Massa.

Retrospecto. Hamilton e Rosberg não possuem bom retrospecto no GP Brasil. O inglês disputou a corrida por sete vezes, e seu melhor resultado foi em 2009, quando chegou em terceiro. Já Rosberg correu em Interlagos em oito oportunidades, e a sua melhor marca foi um quarto lugar, em 2007.

*Sob supervisão de Denner Taylor

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave