Mineirão, o templo da emoção

Vexame brasileiro na Copa, viradas épicas, goleadas e vibração: estádio mineiro rouba fama do Maraca

iG Minas Gerais | Thiago Nogueira |

Que Maracanã, que nada! O novo templo do futebol brasileiro – e por que não, do mundo – é o Mineirão. Títulos após títulos, decisões após decisões, um espetáculo atrás do outro. O mais trágico jogo da seleção brasileira em todos os tempos, as viradas emblemáticas do Atlético e as vitórias implacáveis do Cruzeiro. O quase cinquentão Gigante da Pampulha, hoje reformado, acessível e sob padrão internacional, nunca foi tão encantador, nunca despertou tanta inveja.  

E o próximo capítulo já tem data marcada. No dia 26, o Mineirão será palco do clássico dos clássicos do futebol mineiro. Cruzeiro e Atlético decidem a Copa do Brasil, num confronto que consome os torcedores de expectativa e ansiedade. “Fantástico! Para quem esperava um Brasil e Argentina no Maracanã, em 2014, sinto muito, mas o Mineirão vai receber a final das finais!”, publicou o torcedor Elisson Nunes em sua rede social.

Neste período de alta do futebol de Minas, o Mineirão virou um aliado. No ano passado, o Galo festejou o Mineiro e o inédito título da Libertadores. Meses depois, o estádio serviria de cenário para o título Brasileiro da Raposa. Se em 2013 já foi bom – teve ainda a Copa das Confederações, competição que o Brasil faturou após passar pelo Uruguai, nas semifinais, no Mineirão –, em 2014, tem sido melhor.

Seis jogos de Copa, dois deles do Brasil, a dramática vitória nos pênaltis contra o Chile e o histórico revés de 7 a 1 para a Alemanha. Fora o Mundial, foram outras 32 partidas, em sua maioria, do Cruzeiro, que faturou por lá o título mineiro deste ano. O público no ano ultrapassa a marca de 1,2 milhão de torcedores, e as torcidas já vibraram em 115 oportunidades com bolas nas redes.

Emoções não faltaram com o título do Galo na Recopa, nas vitórias do Cruzeiro – o melhor mandante do Campeonato Brasileiro, com 79% de aproveitamento – e nos placares expressivos de rivais na campanha da Copa do Brasil.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave