Jovem desenvolve aplicativo que ajuda a estudar para o Enem

Com o Perguntah, os estudantes podem responder questões de exames aplicados em anos anteriores usando smartphones e tablets

iG Minas Gerais | Bruna Carmona |

Aplicativo está disponível para o sistema Android
Perguntah/Reprodução
Aplicativo está disponível para o sistema Android

Imagine poder estudar para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) usando o smartphone ou o tablet para refazer as provas. Pois essa é a função do aplicativo Perguntah, desenvolvido pelo jovem empreendedor mineiro Walison Silveira, de 24 anos. Nele, é possível responder às perguntas que caíram nos exames aplicados desde 2010, além de ter acesso a um banco de questões de várias áreas do conhecimento humano, constantemente atualizado.

Silveira conta que começou a desenvolver o aplicativo em 2012, quando deixou seu emprego formal para se dedicar ao empreendedorismo. Ele fundou a start up Persea Labs, que funciona na região de Venda Nova, e como tinha interesse em juntar tecnologia e educação, começou a trabalhar num aplicativo para ajudar os estudantes que estavam se preparando para ingressar no Ensino Superior. “Na época, eu também comecei a estudar para fazer o Enem e senti falta de um aplicativo que tivesse esse objetivo”, conta Silveira.

O Perguntah ficou pronto em dezembro de 2013 e, desde então, já teve mais de 50 mil downloads na Play Store, em todo o Brasil. Por enquanto, o aplicativo está disponível apenas para dispositivos que utilizam o sistema Android e pode ser baixado clicando aqui.

Como funciona

O aplicativo oferece ao usuário a possibilidade de resolver as questões pelo celular. Ao abrir o Perguntah, o estudante clica na opção “Enem” e escolhe o ano da prova que deseja responder. Abre-se, então, uma tela em com a questão e as opções, além de uma aba de rascunho.

Quando o usuário responde a questão, o aplicativo aponta se ele escolheu a alternativa correta ou não, e mostra uma breve explicação.

Além de responder, o estudante também pode sugerir questões que são enviadas a um banco de dados e submetidas à aprovação de outros usuários. 

Leia tudo sobre: aplicativoenemestudarperguntahsimulado