Clientes pré-pagos da Oi ficarão sem internet após atingir a franquia

Mudança começa a valer no dia 1º de dezembro; caso a franquia seja atingida, cliente terá que pagar por pacote adicional para continuar navegando

iG Minas Gerais | Da redação |

Os usuários dos planos pré-pago e Oi Controle da Oi terão, a partir do dia 1º de dezembro, a navegação interrompida ao final da franquia da internet caso não paguem um pacote adicional. A mudança significa o fim da velocidade reduzida após o consumo da franquia do pacote contratado. Se o cliente não pagar o valor extra, ficará sem sinal.

Em nota, a Oi disse que considera o fim da velocidade reduzida, aliada ao novo modelo de cobrança, uma "tendência mundial para garantir uma melhor experiência de navegação aos usuários de internet móvel."

Vivo

Desde 6 de novembro, os usuários do plano pré-pago da Vivo nos Estados do Rio Grande do Sul e Minas Gerais também começaram a experimentar essa nova forma de cobrança da internet. No caso da Vivo, os usuários receberão um SMS quando o consumo atingir 80% e outro quando atingir 100% do pacote. O pacote adicional de 50 MB custa R$ 2,99 e tem validade de 7 dias.

A empresa diz que a medida pode ser estendida para outras regiões nos próximos meses, mas ainda não há prazo para que isso ocorra. A operadora afirma que a nova forma de cobrança valerá também para usuários de plano pós-pago, mas também não há previsão para entrar em vigor.

Outras operadoras

Procurada na quinta-feira (6), a TIM informou, por nota, que "está atenta às tendências de mercado e acredita que mudanças do formato de tarifação de dados móveis são um movimento natural (...). A empresa, no entanto, não prevê qualquer ajuste, por enquanto, e segue avaliando as diferentes possibilidades".

A Claro não comentou.

Leia tudo sobre: telefonia movelinternetcelularfranquia