PSDB vai indicar peritos para auditar sistema de votação

Garantia ao PSDB de acesso aos dados foi confirmada na terça-feira (4), por unanimidade, pelo TSE, que rejeitou, no entanto, o pedido para formação de uma comissão pluripartidária

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Roraima entrega maioria das urnas para comunidades indígenas e ribeirinhas
Roraima entrega maioria das urnas para comunidades indígenas e ribeirinhas

Coordenador da campanha de Aécio Neves (PSDB-MG) à eleição presidencial, o deputado tucano Carlos Sampaio (SP) disse na última quarta-feira (5) que o partido vai indicar, até a semana que vem, peritos para auditar o sistema de votação, apuração e totalização de votos das eleições de outubro.

A garantia ao PSDB de acesso aos dados foi confirmada na terça-feira (4), por unanimidade, pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) que rejeitou, no entanto, o pedido para formação de uma comissão pluripartidária, feito pelo partido no fim de outubro. As informações são da Agência Brasil.

"[A decisão] foi 100% favorável à própria Corte que dissipou qualquer dúvida sobre o proceder dela. Se existe uma parcela da população intranquila eles disseram: vamos tranquilizar", avaliou Sampaio que acrescentou ter clareza sobre a segurança do sistema. "Mas o sistema não está aí para se mostrar seguro para juristas e magistrados, mas para usuários e eleitores", completou.

Segundo o parlamentar, que participa da reunião da Executiva Nacional do PSDB na Câmara, serão indicados entre três e cinco pessoas especialistas em eleições. Um dos prováveis integrantes do grupo será o professor de computação da Unicamp, Diego Aranha, que, em 2012, coordenou a equipe da UnB (Universidade de Brasília), que conseguiu quebrar o sigilo de voto da urna eletrônica em testes promovidos pelo TSE. "Os outros serão técnicos que o partido vai definir", disse.

Sampaio afirmou que todas as informações serão disponibilizadas, ao final da auditoria, para qualquer partido que quiser conhecer os resultados, respeitando o que o TSE definir como informação sigilosa. A expectativa do ex-coordenador jurídico da campanha de Aécio é que a auditoria seja concluída em um mês.

FOLHAPRESS

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave