Tinder lançará versão paga, com botão ’CTRL+Z’, neste mês no Brasil

Serviço de usuários pagos estará disponível neste mês para cerca de 40% dos usuários 'em alguns seletos países', incluindo o Brasil, a Alemanha e o Reino Unido, mas não nos EUA

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Moda. Facilidade e segurança colocam o Tinder entre os principais apps, redes sociais e sites especializados em encontrar um par
DIVULGAÇÃO/TINDER
Moda. Facilidade e segurança colocam o Tinder entre os principais apps, redes sociais e sites especializados em encontrar um par

O aplicativo de paquera Tinder anunciou seus planos para lançar o Tinder Plus, versão por assinatura que teria capacidades como a de reverter a última ação tomada e a de explorar usuários de outros lugares.

O serviço de usuários pagos estará disponível neste mês para cerca de 40% dos usuários 'em alguns seletos países', incluindo o Brasil, a Alemanha e o Reino Unido, mas não nos EUA.

O preço será testado (os valores vão de US$ 1 a US$ 20 por mês, entre R$ 2,50 e R$ 50) a fim de avaliar a aceitação dos usuários, mas ainda não foi definido.

As duas principais funções novas, chamadas Undo (desfazer) e Passport, estavam entre as mais solicitadas pelos usuários, disse o cofundador do app, Sean Rad, ao site 'TechCrunch'.

O Undo, espécie de comando 'CTRL+Z' para Windows dentro do aplicativo, permite que um usuário volte atrás na decisão de 'curtir' ou de 'passar' um perfil visualizado na plataforma.

O Passport vem de uma demanda de usuários que viajam muito: alguns reclamam que gostariam de fazer uma 'varredura' nos perfis disponíveis em determinada cidade ou região com antecedência, o que aumentaria a possibilidade de conseguirem um relacionamento durante a estadia.

FOLHAPRESS

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave