Sada encara Taubaté em casa

Marcelo Mendez prevê um confronto difícil contra o time paulista, que ainda não perdeu também

iG Minas Gerais | Daniel Ottoni |

Duelo. Invictos, Sada Cruzeiro e Funvic-Taubaté se enfrentam no ginásio do Riacho, em partida que pode definir o líder da Superliga
Uarlen Valério
Duelo. Invictos, Sada Cruzeiro e Funvic-Taubaté se enfrentam no ginásio do Riacho, em partida que pode definir o líder da Superliga

Duelo de invictos, encontro de favoritos, presença de grandes jogadores e ginásio lotado. Os ingredientes para um grande jogo já estão prontos. Agora, é só aguardar a bola subir para que Sada Cruzeiro e Funvic-Taubaté, únicos times que ainda não perderam na Superliga masculina, possam atender as altas expectativas. O jogo será neste sábado, às 18h, no ginásio do Riacho, em Contagem.

Esse será o terceiro de uma série de quatro jogos do time mineiro em casa no início da competição. Até aqui, os celestes venceram todos os seus compromissos no torneio, assim como os paulistas. A liderança, entretanto, é azul, já que o Taubaté venceu um dos jogos no tie-break, deixando escapar um ponto. Quem vencer, ganhará o status de time com melhor campanha na competição, que está apenas começando.

“O que posso afirmar é que será um jogo decidido nos detalhes”, resume Marcelo Mendez, técnico do Sada Cruzeiro. “Já estamos avaliando como eles jogam no seu sistema de ataque e bloqueio. O nosso saque terá um peso importante para facilitar o trabalho do nosso bloqueio. Temos que ir bem tanto no direcionamento como na potência dos serviços”, alerta Mendez.

Sem poder contar com o levantador Rapha e o central Sidão, ambos da seleção brasileira, o técnico Cézar Douglas, do time paulista, sabe que sua equipe precisará jogar “na ponta dos dedos” para sair de Contagem com a vitória e a liderança da competição.

“Com a ausência do Rapha, precisamos nos fortalecer em outros aspectos. O time tem entendido bem isso e feito por onde para suprir a falta deste importante jogador. As bolas que aparecerem precisam ser aproveitadas. Nossa definição de jogadas precisará estar em dia”, avalia Douglas, que vê o entrosamento do Sada como um fator favorável ao adversário.

“O Pedro, que vem substituindo o Rapha, ainda não teve o devido tempo de treino para se ambientar com os companheiros. Por isso, precisamos ter um bom aproveitamento ofensivo, saber o que fazer quando estivermos bem marcados, principalmente nos contra-ataques. A cada jogo, vamos tentando evoluir o nosso padrão de bloqueio”, indica.

Estudioso, Marcelo Mendez já indica alguns pontos do adversário que merecem atenção. “Acho que poderá ser uma partida definida, principalmente, pelos opostos e ponteiros. Estes últimos terão uma missão importante. Do lado deles, Dante e Lipe são muito bons, jogadores experientes e de qualidade”, analisa.

Mineiros têm desafios diferentes na rodada A quarta rodada será completada neste sábado com mais quatro jogos. Três deles envolvem equipes mineiras. Em Mariana, às 19h, o Minas recebe o São Bernardo Vôlei-SP. Os paulistas farão sua estreia, enquanto o Minas chega embalado depois de vencer o então líder Ziober-Maringá-PR, fora de casa. Em São Paulo, às 17h, a UFJF encara o Sesi-SP, que ainda tenta se encontrar no campeonato. Já o Montes Claros, às 18h, pega o Voleisul-Paquetá-Esportes-RS, equipe responsável pela maior zebra da Superliga até aqui, ao vencer o Sesi-SP, em São Paulo. O jogo acontece no Norte de Minas, e a torcida da casa promete continuar mostrando sua força.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave