iPhone mais barato no Brasil custa mais que o mais caro nos EUA

Pré-venda do aparelho começou ontem e a venda será no dia 14

iG Minas Gerais | Isis Mota |

Começou ontem no Brasil a pré-venda dos novos iPhones, os smartphones da Apple. A venda começará a partir da próxima sexta-feira, dia 14, com os tradicionais eventos à zero hora em várias capitais, inclusive Belo Horizonte. A má notícia é que a versão mais barata do aparelho – o iPhone 6 com 16 Gigabytes de armazenamento – vai custar, aqui no Brasil, R$ 3.200. Nos Estados Unidos, essa mesma versão custa US$ 649 (R$ 1.667), desbloqueado. O mais caro à venda lá, o iPhone 6 Plus de 128 GB, custa, desbloqueado, US$ 949 (R$ 2.438). Ou seja, menos que a mais barata das opções no mercado brasileiro.

Entre as operadoras, apenas a TIM já faz a pré-venda. Claro e Vivo estão fazendo só o cadastro de clientes interessados. A Oi não soube informar à reportagem quando terá os aparelhos. Na TIM, como plano Liberty+800, o consumidor pagará R$ 1.999 pela versão inicial.

O envio dos aparelhos para quem comprar na pré-venda será feito na quinta-feira, dia 13. Há três cores disponíveis: prata, dourado e cinza espacial.

Os novos iPhones têm como principal novidade o tamanho, substancialmente maior que modelos anteriores. O antecessor, iPhone 5S, tem uma tela de 4 polegadas, enquanto a do iPhone 6 mede 4,7 polegadas e a do iPhone 6 Plus, 5,5 polegadas. Além disso, os telefones ficaram mais finos e ganharam processador mais potente.

Desde que começaram a ser vendidos nos Estados Unidos e em alguns países da Ásia e da Europa, em setembro, os aparelhos bateram os recordes de venda. Em três meses, foram quase 40 milhões de unidades vendidas. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave