Renovado, Uno ainda é opção

Compacto da Fiat tem como diferenciais o acabamento interno e o câmbio Dualogic

iG Minas Gerais | Felipe Boutros |

Linha 2015 do Fiat Uno Sporting
Fiat/Divulgação
Linha 2015 do Fiat Uno Sporting

O segmento dos carros compactos foi o que mais recebeu boas novidades. E criou uma situação em que não há competidores diretos: a escolha do cliente varia de acordo com o gosto e quanto ele está disposto a gastar. Assim, o Fiat Uno Sporting – avaliado por Carro&Cia – se coloca como uma opção de visual mais arrojado e com ligeira vantagem em desempenho em relação aos modelos com motor 1.0, pois é equipado com um propulsor 1.4 com um pouco mais de potência e torque.

Como tem um projeto envelhecido frente aos concorrentes, a Fiat deu uma remodelada no compacto, para continuar atraindo a atenção. E funcionou, pelo menos nesta versão “esportiva”. Elementos como o escape duplo posicionado no centro do para-choque traseiro e as rodas com aspecto quadrado chamaram a atenção para o Uno.

Por dentro também houve melhoras, e não é exagero dizer que, agora, o modelo da Fiat – pelo menos na vesão Sporting – tem um dos melhores acabamentos da categoria. O painel ganhou um plástico texturizado que imita fibra de carbono, e o teto recebeu forração da cor preta, dando um aspecto de mais sofisticação.

A central multimídia também foi um avanço, embora seja pior do que as encontradas nos concorrentes. Outro ponto negativo é a falta de porta-objetos: simplesmente não há lugar para colocar um smartphone no console central.

Mecanicamente não houve mudança. O motor 1.4 continua entregando 85 cv com gasolina e 88 cv com etanol, sempre a 5.750 rpm. O torque é de 12,4 kgfm e 12,5 kgfm, com os mesmos combustíveis respectivamente, a 3.500 rpm. São números poucos superiores se comparados os novos 1.0 de três cilindros, mas que garantem boa dirigibilidade.

Outra novidade é o câmbio Dualogic operado por botões. Na prática não há diferença em relação ao sistema que tinha a alavanca. Aliás, o sistema, embora tenha evoluído muito desde que foi lançado no mercado, continua com problemas que causam desconforto na condução, como a “indecisão” do sistema sobre qual marcha usar em subidas, por exemplo, além do “soluço”, entre as trocas de marchas.

Preço e conteúdo

A versão Sporting é a top da linha Uno, vendida a partir de R$ 37.190. De série, há direção hidráulica, computador de bordo, sinalização de frenagem de emergência (que ativa automaticamente o pisca-alerta em desacelerações fortes), rodas de liga leve aro 15, coluna de direção regulável em altura, travas elétricas e vidros elétricos nas portas dianteiras, além dos obrigatórios por lei freios ABS e airbags frontais. O ar-condicionado, porém, é opcional: custa R$ 3.045. Outros itens, como sensores de estacionamento traseiros, alarme antifurto, banco do motorista com ajuste de altura e sistema de som também são vendidos à parte. Uma unidade completa, como a avaliada por Carro&Cia, inclusive com pintura metálica e câmbio Dualogic, sai por R$ 48.996.

Entre os concorrentes do Uno Sporting, estão o Toyota Etios 1.5, o Ford Ka 1.5, o Volkswagen Gol 1.6 o e o Chevrolet Onix 1.4. Os dois primeiros são vendidos apenas com câmbio manual, enquanto o terceiro pode receber uma transmissão automatizada, e o quarto, uma automática. 

Leia tudo sobre: UnoSportinglinha 2015Fiatavaliação