Muricy diz que time está esgotado e que terá dificuldades na escalação

Treinador disse ainda que todos os titulares devem viajar para o próximo confronto, mas não descartou utilizar um time misto

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Após obter a classificação à semifinal da Copa Sul-Americana no Equador, o São Paulo retornou ao Brasil na madrugada desta sexta-feira. A delegação chegou na capital paulista por volta das 3h.

Visivelmente cansado, o técnico Muricy Ramalho admitiu que, após uma maratona de mais de 20h de viagem e dois jogos importantes, o time está esgotado e no limite físico.

"A gente vem em uma sequência de jogos e a gente está muito perto do limite de contusões. Vamos ter de dar tempo para os jogadores, dormirem e descansarem. Vamos sentir cada um dos jogadores para o confronto com o Vitória, em Salvador (no domingo, 9, pelo Brasileiro)", disse Muricy, nesta sexta.

"Os jogadores estão esgotados. Quando acabou o jogo contra o Emelec dava pena dos caras. Eles não tinham força para fazer mais nada. Tivemos jogos duros e viagens duras demais nesse período. Temos de ter cuidado para avaliar os jogadores nesse momento", completou o treinador.

Os titulares do São Paulo nem sequer treinaram nesta sexta-feira, no centro de treinamento da Barra Funda. Fizeram apenas um treino regenerativo. Já os reservas correram no campo e depois disputaram um treino em campo reduzido. O time volta a treinar na manhã deste sábado (8) e viaja à Salvador após o horário de almoço.

Para o duelo com o Vitória, Muricy admitiu que todos os titulares devem viajar para o confronto, mas chegou a declarar que não está descartado escalar uma equipe com alguns reservas. O São Paulo sabe que terá pela frente outra maratona. Na quarta (12), enfrenta o Internacional. Depois, no domingo (16), o Palmeiras.

Na Sul-Americana, o primeiro jogo da semifinal contra o Atlético Nacional, da Colômbia, será no próximo dia 19, em Medellín.

MARATONA

A maratona são-paulina começou no último sábado (1º), quando a equipe deixou São Paulo e foi para Campinas. De lá, embarcou em voo para Criciúma, onde, no domingo (2), enfrentou o time da casa, pelo Brasileiro. Na sequência, a equipe viajou de ônibus até Florianópolis e depois embarcou em um avião para Campinas.

Na segunda (3), o time viajou para o Equador, onde tinha compromisso com o Emelec, pela Copa Sul-Americana. O voo, no entanto, fez escala em Lima, no Peru, e depois em Quito, já no Equador, antes de chegar a Guayaquil. Foram 16h de viagem nesse processo.

A equipe iniciou a viagem de volta ao Brasil na tarde de quinta (6), mas o voo de retorno ainda fez uma escala em Quito antes de chegar em Guarulhos, na Grande São Paulo.

Leia tudo sobre: sao paulofutebolmuricy ramalhopreocupadodesgaste