Sem vaga em CTI, família se revolta

Paciente com vários problemas aguarda há dez dias por uma transferência

iG Minas Gerais | José Augusto Alves |

Cunhada de Silva foi ao Regional tentar transferência, mas não conseguiu
Alex Douglas
Cunhada de Silva foi ao Regional tentar transferência, mas não conseguiu

Um paciente de 46 anos internado há dez dias na Unidade de Atendimento Imediato (UAI) do bairro Jardim Teresópolis, em Betim, na região metropolitana, está à espera de uma vaga no Centro de Terapia Intensiva (CTI) do Hospital Regional da cidade.

Segundo familiares, Joceil Pedro da Silva está em estado grave e precisa ser transferido com urgência. “Ontem de manhã, o médico me falou que, se ele continuasse na UAI, ele poderia morrer, pois a unidade não tem os equipamentos necessários, já que precisava do CTI. É muito grave a situação dele”, disse a cunhada do paciente Luciene de Oliveira.

Ainda de acordo com ela, Silva foi diagnosticado com trombose na última quarta-feira, 5, quando foi levado para o Regional para fazer exames, mas, depois, retornou à UAI Teresópolis. “Além disso, ele está com os rins em estado crítico e precisa de fazer hemodiálise, mas também não há vaga no Regional. Ele ainda contraiu pneumonia e tem cirrose hepática. É desumano o que está acontecendo, aguardar tanto tempo por uma vaga no CTI”, revoltou-se.

Piora

Segundo os familiares do paciente, nos últimos dias, Silva piorou bastante. Diagnosticado primeiramente com trombose, ele foi ficando mais debilitado a cada dia.

Posição

A prefeitura informou que todos os leitos do CTI do Regional estão ocupados e outra parte, em reforma. “O paciente foi cadastrado na Central de Leitos SUS Fácil, que regula vagas no Estado. Como a central é estadual, ele pode ser transferido para hospitais da região de abrangência do município, conforme a disponibilidade de leitos”.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave