Dorival reconhece que deixar Lúcio no banco é situação desconfortável

Zagueiro está com uma virose e não deve ser titular contra o Atlético; Nathan será o substituto

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Lúcio também cobrou mais brio dos companheiros
CESAR CREGO/AGÊNCIA PALMEIRAS/DIVULGAÇÃO
Lúcio também cobrou mais brio dos companheiros

Com uma virose, o zagueiro Lúcio não vai enfrentar o Atlético no sábado (8), no Pacaembu. Mas já era provável que o jogador fosse reserva do jovem Nathan.

O último jogo de Lúcio como titular do Palmeiras foi contra o Santos, há quatro rodadas. Desde a partida contra o Cruzeiro, na rodada seguinte, quando Lúcio ficou fora por conta de dores musculares, Nathan se firmou no posição.

O técnico Dorival Júnior reconhece que deixar Lúcio, campeão mundial com a seleção em 2002, no banco de reservas, é um situação difícil para ele.

"É uma decisão técnica minha", diz Dorival. "Mas não é confortável para nenhum profissional deixar o Lúcio na reserva. Não tomamos uma decisão dessa de uma maneira tranquila", reconhece o treinador. "O atleta tem uma história que tem de ser respeitada. Mas a postura do Lúcio é muito profissional. Ele não esmoreceu em nenhum momento e será respeitado sempre", afirma.

O contrato de Lúcio com o Palmeiras termina no fim de 2015.

Leia tudo sobre: atleticopalmeirasdorival juniorluciopacaembucampeonato brasileiro