Médicos australianos fazem realizam transplante com coração parado

Equipe dos experimentos estima que a técnica, ainda em testes, pode elevar em até 30% o número de vidas salvas por transplantes, devido à maior disponibilidade de órgãos

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Transplante de coração pode ser feito com órgão parado
Reprodução
Transplante de coração pode ser feito com órgão parado

No mês passado, médicos australianos anunciaram a realização bem-sucedida de um transplante de coração que havia parado de bater 20 minutos antes do procedimento.

Atualmente, os corações usados em transplantes são retirados de pacientes com morte cerebral, mas ainda com batimentos cardíacos. Os profissionais do St Vincent's Hospital, em Sydney, utilizaram uma máquina chamda de “heart-in-a-box” (coração em caixa), que mantém o órgão aquecido. Os batimentos são restaurados e fluidos, e nutrientes são injetados para reduzir dano muscular.

A primeira paciente a receber um transplante usando a técnica foi Michelle Gribilas, 57.  Em entrevista à rede britânica BBC, ela afirmou se sentir como se tivesse 40 anos. Desde então, duas outras cirurgias semelhantes foram realizadas.

A equipe dos experimentos estima que a técnica, ainda em testes, pode elevar em até 30% o número de vidas salvas por transplantes, devido à maior disponibilidade de órgãos. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave