Espanha cede à pressão de Mourinho e deixa Diego Costa fora de convoca

O treinador do Chelsea havia reclamado de que o desgaste causado pelos jogos da seleção vem piorando as lesões do centroavante

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Diego Costa marcou o primeiro gol do Chelsea sobre o Leicester
CHELSEA/DIVULGAÇÃO
Diego Costa marcou o primeiro gol do Chelsea sobre o Leicester

O técnico Vicente del Bosque cedeu à pressão do treinador do Chelsea, José Mourinho, e deixou o atacante Diego Costa de fora da convocação da Espanha para as partidas contra Belarus, em 15 de novembro, pelas eliminatórias da Eurocopa-2016, e Alemanha, amistoso no dia 18.

O centroavante, que nasceu no Brasil e chegou a atuar pela seleção, foi poupado devido a uma série de problemas físicos que têm prejudicado seu início de temporada no time inglês.

"A saúde vem em primeiro lugar. Decidimos por um descanso por conta de sua lesão no púbis. Ele mostrou que queria vir jogar, mas é mais prudente que descanse", justificou Del Bosque.

O comandante da Espanha foi alvo de pesadas críticas de Mourinho por ter chamado Diego Costa para os jogos de outubro (Eslováquia e Luxemburgo) apesar do desgaste físico do atacante.

Além do centroavante, a lista anunciada nesta sexta-feira (7) também não traz os meias Andrés Iniesta (Barcelona) e David Silva (Manchester City), machucados.

A convocação tem três estreantes: o volante Ignacio Camacho, do Málaga, o meia José Callejón, do Napoli (ITA) e o atacante Nolito, do Celta.