Grupo rouba carro, faz refém e aproveita para matar rival com 29 tiros

Motorista do veículo foi encapuzado e colocado dentro do porta-malas; atiradores abriram fogo em um bar, executaram um e feriram outro

iG Minas Gerais | CAROLINA CAETANO |

A Polícia Militar está à procura de quatro homens que executaram um jovem com 29 tiros, e balearam outro, na noite dessa quinta-feira (6), no bairro Jardim Felicidade, na região Norte de Belo Horizonte. Para cometer os crimes, o grupo, momentos antes, roubou um carro e levou o motorista como refém.

De acordo com o boletim de ocorrência da Polícia Militar, o condutor do Fiat Palio contou aos militares do 13º Batalhão que foi abordado por dois homens, sendo um deles armado, próximo ao Shopping Estação, na avenida Cristiano Machado.

A dupla anunciou o assalto e ordenou que ele passasse para o banco de trás. Enquanto um bandido assumiu a direção do veículo, o outro ficou vigiando a vítima de 24 anos, que, minutos depois, foi encapuzada e colocada dentro do porta-malas.

O jovem contou que após alguns quarteirões, mais dois homens entraram no carro. Depois de um certo tempo, o grupo parou, e um deles chamou por “Charlim”. Em seguida, eles atiraram e deslocaram em alta velocidade.

O motorista foi abandonado pelos assaltantes na estrada do Santuário, próximo a um asilo, onde conseguiu pedir ajudar, ligar para a família e acionar a polícia. Por sorte, ele não ficou ferido, mas teve celular e dinheiro roubados.

Enquanto registravam a ocorrência, policias foram informados que duas pessoas haviam sido baleadas dentro de um bar na rua Iracema Daniel. Um homem de 32 anos levou dois tiros na perna e foi encaminhado ao Hospital Risoleta Tolentino Neves.

Já Charles Ferreira Gomes, que seria o “Charlim”, foi atingido 29 vezes. O homem foi encaminhado ao mesmo hospital, mas não resistiu aos ferimentos. Segundo a perícia, no local dos crimes foram encontrados 18 estojos de munições de armas “.40” “32” e “380”.

Nenhuma pessoa que estava no estabelecimento comercial soube informar quem eram os atiradores e por qual motivo dispararam.

A ocorrência foi encerrada no Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran/MG) e o caso ficará a carga da Polícia Civil.  

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave