Crimes violentos em MG registram aumento de 16,9%

De acordo com dados da Seds, Contagem está entre os municípios que concentram 70% das ocorrências

iG Minas Gerais |

Contagem aparece entre as 16 cidades que concentram 70% dos crimes violentos registrados em Minas Gerais – que tiveram um aumento de 19,6% nos primeiros nove meses de 2014, na comparação com 2013, segundo dados divulgados pela Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) nessa segunda-feira (3). São considerados crimes violentos os roubos, sequestros, homicídios tentados e consumados, estupros tentados e consumados, e extorsão mediante sequestro.

No mesmo período, de janeiro a setembro deste ano, o número de homicídios caiu 15,07% em Belo Horizonte, 8,54% na região metropolitana e 1,29% em todo o Estado. Segundo a Seds, em Minas Gerais, há 594 cidades que não tiveram registros de homicídios, mantiveram, ou conseguiram reduzir os índices. Essas cidades representam 69,6% do total de municípios mineiros.

“Os crimes de homicídio são mais localizados, acontecem em regiões que a gente chama de ‘zonas quentes’, enquanto os roubos são praticados em toda a cidade, mas principalmente nas áreas em que há concentração de comércio”, afirmou o secretário adjunto da pasta, Robson Lucas da Silva, ao comentar os dados. Segundo ele, a política mineira de combate a homicídios – crime que não foi registrado ou não aumentou em 594 cidades, 69,6% do total – está consolidada e o número de roubos está em ascensão em todo o país.

Silva ressaltou que a distração é aliada dos criminosos e que grande parte dos roubos ocorre em locais de grande movimentação, no momento em que a vítima está distraída, utilizando o celular ou com o aparelho – maior alvo dos roubos – no bolso de trás. Foi o que aconteceu com um estudante de 22 anos, que pediu para não ser identificado. “Saí de uma lanchonete no centro olhando o celular e o guardei no bolso. Quando cheguei ao ponto de ônibus, cerca de 15 minutos depois, vi que ele não estava mais lá”.

Em Minas Gerais aumentou o número de homicídios tentados e roubos consumados. Os casos de sequestro e cárcere privado também entraram na conta e, embora tenham crescido em todo o Estado, diminuíram em Belo Horizonte e região metropolitana.

Plano Estadual

A pasta informou que investe principalmente no fortalecimento do ostensivo policial para diminuir os crimes contra o patrimônio. Neste mês, 2.100 novos militares deverão se formar e chegar às ruas do Estado.

Segundo o secretário, foi solicitada à Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão a abertura de 3.000 vagas para a Polícia Militar, mil para o Corpo de Bombeiros e 1.500 para a Polícia Civil, ainda sem previsão.

Nesta semana, 500 dos militares que se formam neste mês encerraram estágio de duas semanas nas ruas da capital, principalmente no hipercentro. “A percepção é que o reforço já provocou pequena redução no número de roubos”, diz Silva.

Em longo prazo, a Seds aposta em investimentos em tecnologia, como instalação, até o fim do ano, de aparelhos GPS em 2.500 viaturas policiais de várias cidades. Atualmente 1.700 carros já têm o equipamentos.

Nos próximos meses, serão instaladas 700 câmeras de vídeo-monitoramento.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave