Falta de especialista no Divino Braga cancela consulta

iG Minas Gerais | José Augusto Alves |

Eletricista reclama da má gestão da saúde no município
João Lêus
Eletricista reclama da má gestão da saúde no município

Com o caos do sistema de saúde na cidade, quem sofre ainda mais com a falta de médicos é o usuário. Um exemplo é o eletricista Elci Fernandes da Silva, de 48 anos. Ele esperou por quatro meses uma consulta com um otorrinolaringologista no Centro de Especialidades Divino Ferreira Braga, mas, quando foi consultar na última, terça-feira (4), não conseguiu. “Não havia médico. A gerente informou que a doutora se machucou e que precisará ficar uns dias fora e que não tinha ninguém para substituí-la”, contou.

Ainda segundo ele, por falta dessa previsão, sua consulta não foi remarcada. “Me falaram para eu ir à UBS que fez a marcação, a do Cruzeiro do Sul, mas que iria demorar mais alguns meses, porque não sabiam quando teriam médico e vagas”, disse. “É um absurdo a situação da saúde na nossa cidade. Precisamos de uma boa gestão. Do jeito como está, não dá para continuar”, desabafou.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, o acidente envolvendo a médica da unidade foi uma fatalidade que a impossibilitou de exercer a função. “A unidade já solicitou um levantamento dos usuários que estavam agendados para o dia do acidente para que uma nova data seja agendada para a realização da consulta”, informou.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave